Marcelo Katsuki

Comes & Bebes

 

De portas fechadas

Que tal participar de um jantar para 12 pessoas com um serviço perfeito e uma sequência de pratos impecáveis na casa do próprio chef? A proposta dos chefs Pila Zucca e Demian Figueiredo traz ainda a surpresa da composição da mesa. Você fala dos seus gostos e interesses e eles tentam montar a mesa da noite com o máximo de interação entre todos. Tudo isso em um ambiente aconchegante e informal no bairro de Pinheiros, com um charme retrô e uma inspiradora trilha sonora de fundo.

Os jantares são temáticos e acontecem quarto vezes por mês. Em março o tema foi “Liberté Égalité Fraternité” pelo Ano da França no Brasil. Qualquer interessado pode participar do Portas Fechadas, mediante reserva por email (deportasfechadas@lesamiscozinha.com.br) e uma prévia apresentação. Na noite em que fui convidado, a mesa era formada apenas por jornalistas. Foi ótimo poder rever alguns amigos e apreciar com toda a atenção as delícias que saíam da cozinha do Demian. Embarque nessa viagem.

Amuse-bouche: Scargot a Les Amis com uma redução de carne arrebatadora que fez todos limparem o pratinho com pão.

Salada de língua ao vinagrete de xerez, échalote e salsinha, uma entrada consistente e saborosa.

A outra opção era a Salada de raiz de aipo com cereja seca, salsinha e lascas de parmesão.

Escalope de foie gras com sorbet de pêssego e compota de pêssego com gengibre: ótima combinação!

Confit de canard ao molho de três vinhos e baunilha com purê de batatas sobre cama de espinafre.

Plateau de fromage, ótimo para finalizar o vinho e arrematar a conversa.

A Dacquoise recheada com fudge de chocolate amargo e creme batido conquistou a todos com seus sabores intensos e contraste de texturas.

Todo mundo bem! Prontos para a Éclair caramelada de amêndoas e o cafezinho que antecedeu a visita à pequena cozinha, para surpresa de todos.


Os próximos jantares têm o ótimo tema “Sucessos lá de Casa”, com pratos como Mini folhado de brie com compota de figo, Lula grelhada com farofa de camarão e Lombo de vitela ao vinho com sulfê de Gruyère, entre outros. O preço é de R$ 120 por pessoa (inclui welcome drink e água mineral). O preço da taça de vinho é de R$ 15 mas o participante pode levar seu próprio vinho, sem custo de rolha.

Serviço:
Tel: (11) 3021-9882     www.lesamiscozinha.com.br
Reservas para até 12 pessoas: deportasfechadas@lesamiscozinha.com.br

Escrito por Marcelo Katsuki às 13h47

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Jornalistas e assessorias de imprensa

Na semana passada durante um jantar no Les Amis (que vou postar na sequência), em uma mesa repleta de jornalistas, rolou uma discussão sobre o tal do 'follow-up' das assessorias de imprensa, motivo de muitas histórias engraçadas.

E pesquisando sobre o assunto, acabei achando algumas dicas ótimas no blog da Veronica Mambrini, que já esteve 'dos dois lados do balcão' e chegou a algumas conclusões bem interessantes. Vejam clicando aqui.

Escrito por Marcelo Katsuki às 13h31

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Autógrafo e zeppole

Flagrante da Ale Blanco em noite de autógrafos no Shopping Higienópolis, com direito a zeppole (receita aqui) de cortesia. Eu e a Beta adoramos e devoramos tudo!

Uma animada noite marcou o lançamento do livro "O Melhor do Comidinhas - Lugares (quase) secretos , dicas gastronômicas e algumas receitas", com a presença de muitos chefs, jornalinstas e personalidades.

Escrito por Marcelo Katsuki às 08h44

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Quermesse da alta gastronomia

Acontece nesse finde em Curitiba o Gastronomix, festival que vai reunir chefs renomados de várias partes do país. Mas o grande barato desse evento é o formato, inspirado nas tradicionais quermesses.

Que tal comer um prato da Flávia Quaresma por um valor em torno de R$ 10? André Saburó (Restaurante Quina do Futuro), Emmanuel Bassoleil (Hotel Unique), Kika Marder (Sel et Sucre), Letícia Krause (Maia Box / Mercado Municipal), Roberto Ravióli (Casa Ravióli) e Simone Berti (Restaurante Wanchako) participam do evento coordenado pelo chef Celso Freire, do restaurante Boulevard, em Curitiba.

Legal, né? Anota aí:
Data: sábado e domingo, das 11h às 16h
Entrada franca – Pratos com preço médio de R$10
Local: Museu Oscar Niemeyer - Curitiba

Escrito por Marcelo Katsuki às 15h22

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Comendo no Mercadão

Só alegria no balcão!

Por conta das compras na zona cerealista, em busca de produtos com preço mais amigo, tenho ido mais vezes ao Mercadão. Outro dia, almocei numa lanchonete chamada G2 (Rua da Cantareira, 306, Mercado Municipal - tel.: 0/xx/11/3228-9750). Por que G2? "Porque é duas vezes mais gostoso!" me explicou a atendente.

A lanchonete fica logo na entrada do portão 5 e tem um balcão disputadíssimo. Quando consegui um lugar, a maioria dos pratos do dia já tinha acabado. Acabei optando por um mini contra-filé com arroz, feijão e salada por R$ 10.

O atendimento é cordialíssimo, todo na maior animação. A salada é picada na hora sobre o prato, sem a menor cerimônia, mas tudo fresquíssimo, afinal, estamos no Mercadão. Os pratos acabam sendo 'personalizados' ao gosto do freguês. "Quer uma maionese na saladinha? Quer que frite uma cebola junto com o bife?" Oba! Adoro um bife acebolado!

No final o arroz acaba recebendo uma porção de creme de milho como cortesia e o feijão doses generosas de pimenta caseira que inflamam o prato de sabor. Tudo com aquele gostinho caseiro. A conversa dentro do balcão segue animada e a cada caixinha deixada por um cliente, a brigada agradece em coro ao anúncio da operadora do caixa: "Caixinha do sr. Manoel! Muito obrigada sr. Manoel!!!" Uma cena!

Os pratos do dia são especiais mesmo: tem desde berinjela com três queijos até supremo de frango com creme de milho e picadinho. Os preços variam de R$ 10 a R$ 14 e incluem a salada. E se você for chegar tarde, pode ligar pedindo para reservar seu prato, elas juram que guardam. Só não pode furar, senão como me adiantou a Marly, vai receber bronca em coro!

"Caixinha do sr. Katsugui! Obrigada sr. Katissugueeeeee!!!"

Escrito por Marcelo Katsuki às 14h47

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

O melhor do Comidinhas

Volto amanhã para São Paulo com duas missões: resolver o problema da coifa do restaurante e ir ao lançamento do livro da minha amiga Ale Blanco, "O Melhor do Comidinhas - Lugares (quase) secretos , dicas gastronômicas e algumas receitas". Passei as últimas semanas acompanhando meu pai, que já passou por duas cirurgias mas segue bem. Acho que agora eu é que preciso me internar, hehe.

Aproveitei meus 'dias de hospital' para por a leitura em dia. E o livro da Ale foi o companheiro amigo que divertiu nos momentos difíceis e reconfortou com seu texto leve e envolvente. Conheci a Ale na redação da Folha quando eu era infografista e ela repórter de Cotidiano, lá pelos anos 90! Achava ela inteligente, descolada e muito bonita. O tempo só fez bem a ela: ficou ainda mais linda. É a Linda Evangelista dos blogueiros de gastronomia, hehe!

O lançamento do livro com direito a autógrafo da Ale será amanhã, dia 25 de março, na livraria Saraiva do Shopping Higienópolis, a partir das 19h30. Eu e a Beta Malta, outra blogueira que arrasa corações, estaremos lá para ajudar na bagunça!

Escrito por Marcelo Katsuki às 12h08

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Gastro-tatoo

O Harry é louco por gastronomia e demonstra essa adoração até no corpo. Dono de um shape skinny mais parece um fashionista de Omotesando, em Tóquio. E ele usa uma calça roxa absurda! Mas o melhor mesmo são suas tatuagens, todas gourmet. Mira:

Carême! Conhecido como o "chef dos reis e o rei dos chefs", foi o primeiro chef celebridade do mundo! Foi responsável pela codificação do estilo de culinária da alta gastronomia francesa e credita-se a ele a criação do tradicional chapéu de chef, o toque blanche.

Garfo e faca.

O que você sente na boca?

Olha a figura aí! Raul Godoy, ou "Harry", como é conhecido!

Escrito por Marcelo Katsuki às 00h27

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Tour de Champagne no Chef Rouge

A chef Renata Braune e Sergio Degese, diretor da Moët Hennessy no Brasil recebem os convidados.

Na semana passada fui conhecer o Tour de Champagne do restaurante Chef Rouge, uma celebração ao Ano da França no Brasil com um cardápio harmonizado de pratos com todos os champagnes Moët & Chandon, criados pela chef Renata Braune. Era uma pré-estreia para jornalistas, pois o cardápio ficará disponível apenas a partir de 14 de abril.

E se você estiver com o bolso furado como eu, saiba que os pratos podem ser pedidos separadamente. Meu favorito, por exemplo, a Tartelette de Poire et bleu d’Auvergne (foto acima) harmonizado com meia taça de Moët & Chandon Nectar Impérial sai por R$ 38. Adorei. Abaixo, todos os pratos do 'tour'. Olha, uma viagem mesmo!

Creme Brulée au Foie Gras harmonizado com o frutado e elegante Moët & Chandon Brut Imperial. Achei a proposta do prato ótima, pena que a consistência do creme ficou um pouco rala demais para o generoso foie.

O delicado e rico Feuillette de Brandade aux legumes et bisque de crevettes harmonizou muito bem com o sedutor Moët & Chandon Rosé Imperial, de buquê frutado mas também floral, uma beleza.

O perfumado Risoto de Lapin Chasseur foi harmonizado com o Moët & Chandon Grand Vintage 2000 que foi servido em taça de vinho branco para que seus aromas de amêndoas, frutas tropicais e especiarias pudessem ser apreciados.

Fechando o 'tour', Crepe aux pommes et aux Amandes harmonizado com Moët & Chandon Nectar Imperial com seus aromas de frutas tropicais e especiarias doces.

As harmonizações incluem meia taça ou taça inteira e os preços variam de R$ 38 a R$ 89. O Chef Rouge fica na rua Bela Cintra, 2238, Jardins. O telefone é 0/xx/11/3081-7539.

Escrito por Marcelo Katsuki às 23h50

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Coqueteleria para molhos

Na semana passada comemorou-se o Dia do Consumidor. E eu durésimo! Para não passar a data em branco, dei um pulo em uma loja dessas que vendem bala a granel e fiz a festa. Ô coitado! Daí fui passear pelo Santa Luzia para me inspirar com aqueles produtos todos quando me deparo com um simpático 'shaker' para fazer molhos de saladas por 5 pratas! Isso mesmo!

Trata-se de uma coqueteleira para molhos de saladas, com a medida dos ingredientes impressa no vidro. Gostei de duas, da de iogurte e outra de molho picante. Já fiz a primeira e ficou boa mesmo! Aliás, o segredo de muita salada que conheço é o molho. E ingredientes frescos, claro. Outro segredo que aprendi é colocar um pouco do molho de assados para dar aquela levantada no sabor, só não indicado para vegetarianos, hehe! Um fio de mel também muda tudo, experimenta.

Escrito por Marcelo Katsuki às 14h21

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Dois novos centros de gastronomia

Em Moema foi inaugurado o CEG - Centro Especializado em Gastronomia (Av. dos Eucaliptos, 618 – São Paulo SP - tel. 0/xx/11/5096-2007). A escola pertence aos empresários Aurea Teodoro e Edmur Bastoni e tem a coordenação do chef de cozinha Michel Khodair. A proposta da escola é de ensinar a arte da culinária de maneira simples, inovadora e dinâmica, com cursos regulares para formação de profissionais e cursos rápidos, para quem tem pouca experiência na cozinha. Ainda não fui conhecer, mas logo vou dar uma passada lá para contar aqui.

 

 

Nessa semana inaugurou mais uma escola, agora na Vila Madalena, a Emotion & Food (essa eu fui conhecer). Trata-se da escola de gastronomia da Eliana Rebeca Rosebaum Didio, professora da Unip e da Famesp.

A escola oferece cursos regulares de cozinha e também de confeitaria, cozinha regional, internacional e judaica. Além de cursos para  beneficiar quem tem alergias a ingredientes como leite e glúten e até um curso de francês com ênfase em termos gastronômicos. Ah, e um curso de cozinha vegetariana! O endereço é Rua Werner Sack, 79, Vila Madalena e os telefones são 0/xx/11/3672-3083 e 9730-1960. Vamos estudar!

Escrito por Marcelo Katsuki às 01h10

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Panzone, uma invenção baiana

Minha última refeição na Bahia foi uma... pizza! Mas não foi uma pizza qualquer: comi um Panzone, criação da Companhia da Pizza (Praça Brigadeiro Faria Rocha, s/n. - Tel.: 0/xx/71/3334-6276), uma famosa casa do Rio Vermelho bem do lado do meu hotel e que foi eleita a melhor pizzaria da Veja Salvador por quatro anos consecutivos. Tinha que ir lá conhecer.

Comi o Panzone de rúcula com mozzarela de búfala, tomate seco e orégano (R$ 21). Achei ótimo: massa fininha e leve feita à base de água e farinha, sequinha e crocante, perfeita para não pesar na viagem. Recheio feito com bons ingredientes e porção generosa: dá para duas pessoas.

A pizzaria pertence à familia Portela e foi inaugurada em 2000 como um delivery. O sucesso foi tanto que tiveram de abrir um salão que logo foi ampliado para poder receber os clientes com conforto.  Mas o gostoso é ficar nas mesinhas espalhadas na calçada vendo a movimentação da rua e tomando um drinque para se refrescar. Hoje, a rede conta com mais duas unidades, sendo uma no Shopping Imbuí Plaza. Gostei!

Seu Raimundo, patriarca da família Portela, recebe os clientes todos os dias

Escrito por Marcelo Katsuki às 14h44

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Tudo sobre bacon

Eu falei outro dia aqui sobre bacon? Pois é, tem gente que adora, né Flávio? Clique. Olhar não engorda.

Rosca de canela com bacon. Loucura?

Escrito por Marcelo Katsuki às 12h06

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Dona Mariquita - Salvador

A sugestão da Jane foi um restaurante com comidinha caprichada, preço amigo mas com alguns diferenciais. Foi o que descobri quando entrei no Dona Mariquita. A casinha branca quase lembra uma capela. Lá dentro a decoração é simples mas de bom gosto e tem um ar-condicionado muito benvindo pro calor que fazia!

A especialidade da casa é a Feijoada de frutos do mar (feijão branco temperado com dendê, mexilhões, camarões, polvo, lula e peixe) mas como a gente ia pro bloco, pensamos num menu mais leve. Pena, porque fiquei morrendo de vontade de provar.

De "bota gosto" como diz o cardápio: Tomate recheado com bacalhau (R$ 12). Duas unidades que contentariam meu apetite de forma até refrescante. Mas não a minha gula, hehe. Ainda pedimos uma Salada de queijo coalho com alface, rúcula, cenoura ralada, palmito e azeitona (R$ 16).


Adorei a Carne 'de fumeiro' acebolada com cuscuz maragojipano (R$ 30). A carne era defumada mesmo, salgadinha no ponto, macia. Já o cuscuz me lembrou muito a tradicional farinha d'água que a gente come no sertão. Aqui com alguns requintes como verduras picadinhas, mas a essência é a mesma, um ótimo acompanhamento.

Além da feijoada, outra especialidade da casa é a Mariene do coco (R$ 32), uma homenagem de Mariene de Castro a Selma do coco: risoto de coco com amendoim e camarão defumado com lascas de Bacalhau temperado. O sabor é forte, tão impactante quanto a apresentação dentro do coco verde. Mas também levemente adocicado. Um prato bem diferente.

Nos fundos, a decoração é rústica e a ventilação é garantida pelos ventiladores de parede.

A conta vem em uma bolsinha de palha e as garotas ainda recebem uma flor para usar como adereço. Minha amiga Ana adorou! Pros rapazes, balinhas de coco.

Dona Mariquita
Rua do Meio, 178, Rio Vermelho - Salvador/BA
Tel.: 0/xx/71/3334-6947 / 6988

Escrito por Marcelo Katsuki às 20h15

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Café cult em Salvador

Na rápida passagem por Salvador conheci alguns lugares que acabei não postando por conta da correria. Um deles foi o Café & Cognac, um espaço que abriga um restô com refeições leves, uma lojinha, um cyber e diversas obras de arte pelo salão.

Eu estava no Rio Vermelho aguardando alguns amigos que me levariam para almoçar no La Fayette, quando vi a casinha fúcsia e dourada, não resisti e entrei. De cara adorei o clima do lugar, com sua decoração colorida e proposta culturete.

O cardápio tem massas caseiras a bons preços, mas como tinha uma jornada gastrô pela frente, pedi apenas uma torta de frango defumado com salada (R$ 9,70) aproveitando o atraso dos amigos. E sabe que gostei? Massa leve, recheio saboroso e a saladinha refrescante, uma ótima refeição rápida.

Mas gostei mesmo foi de conhecer a Jane, dona do café. Uma figura, daquelas que você jura que "era atriz e trabalhou no Hair", hehe. Estilosa, Jane deixou São Paulo há anos para ter uma vida mais despojada na Bahia. Sua casa reflete bem seu estilo, com uma parede dourada que serve de fundo para um sofá com uma manta de pele (fake) de onça. O outro salão tem castiçais coloridos e dá acesso à lojinha.

Antes de partir para o almoço, Jane deu uma dica bacana de um restaurante simples mas gostoso, bem a cara do blog. E a gente acabou almoçando lá, porque chegando ao La Fayette, descobrimos que estava fechado para um evento do Carnaval, assim como o Trapiche, nossa segunda opção. No próximo post eu conto.

Café & Cognac
Rua Fonte do Boi, 05 - Rio Vermelho - Salvador / BA
Tel.: 0/xx/71/3334-0234

Escrito por Marcelo Katsuki às 10h58

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

O dia delas!

O Dia Internacional da Mulher acontece nesse domingo, 8 de março. Abaixo, algumas sugestões beeeem variadas para comemorar a data com elas em lugares que terão pratos especiais, brindes e até dança! Já para quem quiser comemorar em casa, tem uma recetinha bem gostosa de salada, um favorito entre as mulheres, sempre preocupadas em manter a forma, hehe.


O chef Francisco Everaldo da Silva do restaurante Bacalhoeiro (Rua Azevedo Soares, 1580 – Tatuapé - Tel. 0/xx/11/2293-1010) criou especialmente para a data, o prato Camarão ao Morango: camarão, ao molho de morango com champanhe e creme de leite, acompanhado de arroz branco (R$ 70). O restaurante localizado próximo ao Shopping Anália Franco, reúne a tradição portuguesa em sua culinária, serviço e arquitetura.


O novíssimo Zena Caffè (Rua Peixoto Gomide, 1901 – Jardins – tel. 0/xx/11/3081-2158), com sua comida rápida e saudável baseada na culinária mediterrânea, vai oferecer como cortesia o drink "Fragola Ice", em versão mini (50ml), com vodka, cherry brandy, sorvete de morango, além de pedaços da fruta. A cozinha é comandada pelo chef Carlos Bertolazzi.


A Casinha de Monet Bistrô (Rua Francisco Leitão, 713   - Pinheiros - Tel. 0/xx/11/3032-7403) homenageia as mulheres pelo seu dia com duas receitas novas em seu cardápio. Uma delas é o Tranche de robalo trufado (R$ 39,90 - foto) acompanhado de purê de batatas e escarola, molho de cogumelo e azeite de trufas) preparado pelo chef Luiz Serra. O restaurante participa do Restaurant Week.


Uma Noite no Harém é a sugestão da casa de chá egípcia Khan el Khalili (Rua Dr. José de Queirós Aranha, 320 - Vila Mariana - tel. 0/xx/11/5575-6647), que traz um show especial em homenagem às mulheres no dia 8: uma apresentação de dança folclórica árabe masculina. Na Dança dos Pescadores, que tem início às 20h, os dançarinos Márcio e Tarik representam os “homens do mar”, vestidos à caráter. Já as bailarinas Juli, Kahina, Mayara, Nesrine e Priscilla representam os peixes.


Já se você quiser dar aquela escapada para o campo, nesse mês a Fazenda Capoava resgata receitas da história da fazenda, sorteia cadernos de receitas da dona Lucy (foto), mãe do proprietário da fazenda, e promove uma exposição de fotos: Mulheres da Terra, uma homenagem às antigas moradoras da fazenda.

Nesse final de semana (de 06 a 08 de março), os hóspedes ainda serão brindados com sessões de massagem escalda-pé e reflexologia aromática, além de cavalgadas temáticas por toda a região. Os pacotes para casal no final de semana, com pensão completa, custam a partir de R$ 1.322,00. A fazenda turística fica localizada no km 89,9 da Rodovia Dom Gabriel Paulino Bueno Couto (antiga Marechal Rondon - saindo de SP, com acesso na saída 59 da Rodovia dos Bandeirantes). Site: www.fazendacapoava.com.br


Já se você quiser colocar em prática suas habilidades como cozinheiro, o chef Christian Formon  (Rua Helvetia, 763 – Campos Elíseos - tel. 0/xx/11/221-4943) sugere uma receita de salada fácil mas muito saborosa.

Salada Verde com vieiras, shiitake e alcachofras

Ingredientes (4 pessoas)
- 16 folhas de endívias
- 16 folhas de alface mimosa roxa
- 16 folhas de alface crespa
- 16 folhas de mâche
- 4 alcachofras
- 50g de amêndoas
- 500g de vieiras
- 100g de shiitake
- 50g de cebola picada
- 1/2 colher de sopa de manteiga
- 1 colher de sopade óleo de oliva
- 6 colheres de sopa de óleo de nozes
- 2 colheres de sopa de vinagre de vinho, de boa qualidade
- 1 colher de sopa de folhas de salsa
-sal e pimenta-do-reino a gosto

Preparo
Lave e seque as folhas. Reserve
Cozinhe as alcachofras em água. Retire todas as folhas e fios. Fatie os corações e reserve.
Ferva as amêndoas, retire as peles e fatie-as. Leve-as ao forno, até dourarem. Reserve.
Lave muito bem as vieiras
Lave os shiitakes e corte-os em pedaços.
Em uma frigideira, doure no óleo de oliva a cebola restante. Junte as vieiras e cozinhe por trinta segundos.
Prepare o tempero da salada, misturando o vinagre, o óleo de nozes, o sal e a pimenta.

Montagem
Distribua no prato os shiitakes, as alcachofras e as vieiras. Ao lado agrupe as folhas.
Salpique com as amêndoas e as folhas de salsa. Sirva a salada com o tempero de vinagre, óleo de nozes, sal e pimenta.

Escrito por Marcelo Katsuki às 15h06

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Meu almoço favorito

[Polpettone recheado com queijo, arroz e salada. Suco de laranja natural e para fechar, um café espresso. Total da conta: 13 reais]

Vocês acham que eu como foie gras todo dia no almoço? Que nada, quando eu não fico preso na redação comendo o sanduba da tiazinha do café, eu geralmente me delicio com um bom PF. Aqui no centro tem vários: no PASV, no Café Vermont, no Salada Record, no La Farina.

Na semana passada circulou aqui pelo mailing da firrrma uma listinha com 11 lugares próximos ao jornal para aquele almoço rápido. Serviço bem bacana, mas o meu cantinho favorito ficou de fora! Por isso resolvi postar aqui dois pratos do Ateliê do Salgado. Aquele típico lugar simples mas com comida caseira honestíssima, como me disse uma amiga aqui do jornal.

No meu primeiro almoço, comi esse Supremo de frango com arroz e salada aí da foto. Fritura crocante, recheio derretendo, só que o molho era de tomate, o que deixava o prato ainda mais gostoso. Virei fã e agora o André (do Ateliê) até me avisa quando vai ter o prato. É que o menu fixo tem opções de carnes com bons preços e acompanhamentos que custam menos de R$ 2 cada.

O Supremo só aparece na 'surpresa do dia', que são as duas opções que mudam ao longo da semana. Ontem teve o Supremo, então agora, só ligando pro André para saber quando ele volta. Acho melhor ele colocar logo esse prato no cardápio fixo, hehe!

É nesse toldo preto! E dá para almoçar tarde pois só fecha às 18h!

Ateliê do Salgado
Al. Barão de Limeira, 530 (quase em frente ao prédio da Folha)
Tel. 0/xx/11/3331-1688

Escrito por Marcelo Katsuki às 11h53

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Mais por menos

Começa hoje o São Paulo Restaurant Week que vai até o dia 15 de março, com 122 casas participantes. É aquela oportunidade para comer bem pagando menos, com menus com entrada, prato principal e sobremesa por R$ 25 (almoço) e R$ 39 (jantar).

Clique aqui para saber como evitar frustrações e para conhecer alguns destaques do evento nesse ano, que conta com restaurantes como o Shintori, o Sal Gastronomia, o Bistrô Charlô e o Tordesilhas.

Escrito por Marcelo Katsuki às 09h01

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Todo Carnaval tem seu fim

O meu já acabou há sete dias, mas a digital tá lotada de fotocas. Vou aproveitar esse domingão quente na casa dos meus pais para postar os recuerdos de Salvador aqui. Começando com a noite no camarote da Daniela Mercury, onde comi horrores. Ainda bem que me deram uma camiseta GG, quase uma mortalha! Que depois de customizada ficou parecendo uma bata de grávida. Ui.

Entrada da 'praça de alimentação', onde cada noite revezavam grandes restaurantes da cidade.

Corredor refrigerado. Ar condicionado até no banheiro, necessário!

Lounge com sofás, para 'sair do chão' com estilo, hehe.

Vista geral. Aqueles painéis luminosos eram para você fazer uma capa da Contigo com uma foto sua. Medo!

Baianas e acarajés: não podem faltar!

Frutinhas e queijos para repor as energias.

Tinha até um salão para colocar o picumã no lugar depois do arerê.

Vista do camarote. Balcão concorrido.

Me diverti mais com os shows dentro do camarote. Tacinha numa mão, acarajé na outra e total falta de samba no pé. Quem se importa?

Escrito por Marcelo Katsuki às 11h45

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Todo Carnaval tem seu fim - parte 2

Show dentro do camarote!

Minhas duas noites derradeiras foram no camarote do Nana, o mais animado do Carnaval de Salvador, me disseram. Muuuito fervido mesmo! Fiquei na área Vip tomando prosecco e comendo sushi, enquanto observava admirado a animação dos chicleteiros diante da apresentação de Bel Marques, que deixa o carro quando o trio passa em frente ao camarote e faz um show exclusivo nos dois andares.

Só fui descobrir os lounges e a pista com acesso à praia no segundo dia, tão grande que era o espaço. E a praça de alimentação com acarajés quentinhos, ó céus! Terminei (cedo) minha segunda noite com uma pausa na praia para meditar. No Carnaval pode tudo mesmo.

O camarote do Nana visto da avenida.

Palco interno com dois telões. Infra!

Espetinho na praça de alimentação.

Acesso à pista dos fundos e à praia.

Três baianas cuidando dos acarajés.

A pista dos fundos vista da praia.

Sushis do Soho: me acabei nos temakis de atum picante.

Aninha Marques, esposa do cantor Bel, assiste à passagem do trio. Astrid ao lado.

Bel parte com o trio. Eu também!

Escrito por Marcelo Katsuki às 11h22

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Marcelo Katsuki Marcelo Katsuki é editor de arte de Mídias Digitais da Folha, colaborador da revista sãopaulo e colunista da "Prazeres da Mesa".

BUSCA NO BLOG


TWITTER

    Twitter RSS

    ARQUIVO


    Ver mensagens anteriores
     

    Copyright Folha.com. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
    em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha.com.