Marcelo Katsuki

Comes & Bebes

 

Receita de finger food

A receita da Polenta divertida do livro Escola de Maridos & Afins é ótima e tem vários molhos como o de shitake e o de queijo gorgonzola. Ontem a chef Cris Maccarone, da Madame Aubergine fez uma versão apenas com tomate concassé e em forma de copinho que achei genial. Olha que bacana:

- Prepare a polenta seguindo as intruções da embalagem com uma altura de uns 2 cm, em uma forma. Deixe esfriar e corte com um aro formando pequenos cilindros.

- Com a ajuda um boleador de frutas, faça uma cavidade em um dos lados.

- Passe na farinha de rosca e asse ligereiramente no forno, apenas para deixar um pouco mais firme.

- Recheie com o tomate concassé, que pode ser temperado com sal, pimenta, azeite e até um toque de alho picadinho, para levantar o sabor. Isso se você não for servir em um encontro romântico, claro. Ou haja spray bucal!

Escrito por Marcelo Katsuki às 02h14

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Finger food na Madame Aubergine

Ontem foi a segunda festa de lançamento do livro do Ale Guerra e a chef Cris Maccarone fez alguns finger foods inspirados nas receitas do livro. Dei uma rápida passada e saí com uma receitinha bacana! Abaixo, algumas das comidinhas.

A delicada gelatina de infusão de frutas e flores sobre biscoito japonês (sembei)

Bolinho de cenoura com ganache de chocolate branco

Polenta com tomate concassé, versão da chef Cris Maccarone com direito a receita no próximo post.

H20 com cubinhos de abacaxi e hortelã picada, refrescante! Já pensou com uma dose de rum?

A chef Cris Maccarone no bonito espaço da Madame Aubergine.

Conheci a simpática Faby Zanelati (ao centro), uma das Rainhas do Lar! Pena que eu já estava de saída... Ao fundo, o Ale, conversando com os leitores.

Escrito por Marcelo Katsuki às 02h02

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ainda sobre o pão de mel

Olha o pão de mel da Divas sem a embalagem: tem fitinha 'interna' também! O Ale me deu alguns para comer depois e se eu não corro, quase fico sem um para a foto!

Escrito por Marcelo Katsuki às 20h41

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Que fim levou o Oreo?

Nicole Kidman 'harmonizava' o biscoito com leite em "De Olhos Bem Fechados" enquanto esperava sentada na cozinha o marido voltar da noitada, lembra? Eu me lembro, e com saudades, sempre fui fã do biscoito. Acho que já contei isso aqui.

Pois na viagem a Mendoza encontrei o biscoito, para minha surpresa, e ainda com recheio duplo!  Framboesa com baunilha e chocolate com doce de leite, já pensou? Comprei, claro! Matei a saudade mas agora voltou o vício. Ai...

Escrito por Marcelo Katsuki às 01h14

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Escola de Maridos & Afins

Ale Guerra, do Cuecas na Cozinha, lançou ontem seu livro "Escola de Maridos & Afins" e conseguiu reunir um animado grupo de leitores e blogueiros. O livro vai além do blog reunindo desde dicas de compras de temperos e utensílios até receitas práticas e gostosas para qualquer marido mandar bem na cozinha! Os solteiros também, claro!

Dentre os blogueiros que foram prestigiar o lançamento, Ale Blanco (Comidinhas), Chris Campos (Casa da Chris), Tatu (Mixirica) que finalmente tive o prazer de conhecer e a Giu Bastos que prometeu retomar seu blog sobre cafés.

Nesse sábado, dia 30, rola uma segunda tarde de autógrafos na Madame Aubergine (Rua Carla, 25 – Itaim Bibi - tel. 0/xx/11/3168-7389), com a chef Cris Maccarone preparando receitas inspiradas no livro em versão finger food. A partir das 15h, imperdível, né?

E tomara que ele leve os pães de mel licorosos da Diva que ele entregava junto com a dedicatória no livro. Um dos melhores que já comi e a sensação da noite! A capinha era um molde de chocolate e o recheio macio e cremoso, uma beleza! Dormi sonhando com eles!

Escrito por Marcelo Katsuki às 13h14

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Vinagrete com pera asiática

Simples mas com um resultado surpreedente: Filé com marmelada de cebola com vinho e de membrillo* (fruta comum na Argentina mas também em alguns países europeus), onde o vinagrete simples mas com cubinhos de pera asiática fez a diferença.

Receita do chef argentino Marcos Zabaleta. Ah, comi na visita ao Vine Loft da Cheval des Andes, que vou contar depois (ainda tratando as fotos, totalmente sem tempo!)

*Marmelo.

Escrito por Marcelo Katsuki às 01h31

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Bala explosiva

Moedas de chocolate e chicletes em tubo já não impressionam mais. Por isso, inventaram uma bala granulada explosiva (da marca Grinx), que pinica a língua feito pastilha efervescente até explodir feito uma pipoquinha. Exótico? Ganhei do meu amigo Tato, sempre antenado com essas novidades.

Daí fuçando no site da empresa, achei outras coisas não menos inusitadas, como esses pirulitos abaixo: 'osso' e 'hambúrguer'. Vai encarar?

Escrito por Marcelo Katsuki às 10h47

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Você conhece a culinária africana?

Eu não. Por isso mesmo a dica para o domingo é um almoço africano, mais especificamente da República da Guiné e África Oeste que vai acontecer no restaurante Bambu Brasil (Rua purpurina, 272, Vila Madalena).

Além das comidas típicas, haverá um pocket show de dança e percussão da região com a cantora e dançarina Fanta Konatê (foto), que também é professora de dança afro. Entre os pratos estão o Mankorô nidjé, que leva peixe com manga e azeite de dendê, e o Tiadjí, amendoim com carne ou proteína de soja. Para beber, o Djindjan, tradicional suco à base de gengibre, e o Bissab, suco de hibisco.

O evento acontece do meio-dia às oito da noite e os convites custam R$ 35. Se quiser comprar antecipadadamente, o telefone é 0/xx/11/3368-6049 e o convite sai por R$ 30. Prestigie!

Almoço Africano
Data: 24 maio de 2009
Horário: 12 hs às 20 hs
www.fantakonate.com e www.africaviva.org.br

Escrito por Marcelo Katsuki às 14h17

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Bodega Terrazas de los Andes

[Vista da Casa Terrazas, onde ficamos hospedados]

O primeiro dia na Bodega Terrazas de los Andes começou com um passeio pela vinícola na companhia do enólogo Hervé Birnie-Scott que falou desde sua história até as condições de altitude e microclimas ideais para cada uva, a posição privilegiada junto à Cordilheira dos Andes e o controle da produção na elaboração dos vinhos.

[Hervé Birnie-Scott em frente à máquina que recebe as uvas na etapa inicial da produção]

A bodega, uma construção antiga de 1898 foi reformada mas manteve suas característica arquitetônicas, que hoje contrastam com o moderno equipamento em aço inoxidável que ocupa o lugar.

[As cubas em aço onde acontece a primeira etapa da produção dos vinhos]

A Bodega Terrazas produz três linhas de vinhos: a Terrazas, com um vinho mais frutado e leve (mínimo de 6 meses em barris de carvalho), a Terrazas Reserva, com mais estrutura e mínimo de 12 meses em barril  e o Afincado, um vinho de guarda de maior complexidade que passa 18 meses em barris e 12 meses de envelhecimento em garrafa. Degustamos dois Reservas e três Afincados.

[As barricas de carvalho onde acontece o envelhecimento dos vinhos]

Reserva Torrontés 2008
Foi uma grata surpresa. Sempre gostei dessa uva produzida apenas na Argentina, mas essa safra - que tem previsão de chegada ao Brasil em setembro - conseguiu um vinho de expressão elegante e uma intensidade aromática impressionante. Simplificando: delicioso. No nariz revela grande frescor e frutas tropicais como abacaxi, maracujá, pera e manga. Particularmente senti até lichia e acho que tem tudo para ser um grande sucesso aqui no Brasil. O preço deve ficar próximo dos R$ 65.

[Sala de degustação. Gostei do cuspidor individual, tinha até uma tampinha interna]

Reserva Malbec 2006
Um vinho frutado, com uvas passas, baunilha, caramelo, tostado e notas florais, como a violeta. Bastante equilibrado e com boa estrutura. Esse vinho é o campeão de vendas da empresa no Brasil, que é o segundo maior mercado consumidor, ficando atrás apenas dos Estados Unidos. Preço aproximado: R$ 70.

[Os vinhos degustados]

[Início dos trabalhos]


Os três afincados degustados revelaram nítida diferenças mas com um ponto em comum: complexidade aromática e persistência na boca. Preço aproximado: R$ 240.
O Afincado Malbec 2004 tem seu aroma marcado por frutas negras maduras. Há notas de passas, baunilha, tostado e especiarias também. É bastante equilibrado, potente, untuoso, com mais estrutura e muito elegante.


O Afincado Malbec 2005 também apresenta frutas negras, cerejas e framboesas maduras mas minha percepção ficou marcada pelo caramelo. Também equilibrado e com boa estrutura, mas ainda mais concentrado que a prova anterior.


O Afincado Malbec 2006 traz as mesmas características de frutas negras e cerejas maduras. Mas o diferencial aparece no aspecto defumado, facilmente notado conforme o vinho evoluía na taça.

[O enólogo Hervé Birnie-Scott ]


Encerramos a degustação com uma rápida conversa com o Hervé e partimos para uma visita ao Cheval des Andes Vine Loft, onde aproveitamos o sol e a bela vista da cordilheira dos Andes. E degustamos duas safras do maravilhoso Cheval des Andes, na companhia da ótima comida do chef do Vine Loft, Marcos Zabaleta. Mas isso fica para o próximo post!

[Vine Loft, lá vamos nós!]

Escrito por Marcelo Katsuki às 13h03

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Receita de Tomatican

[Levemente doce, aromático e muito reconfortante]


Áfe, tantas coisas para postar de Mendoza mas sem tempo nem para almoçar. Mas como prometi para a galera a receita do Tomatican, o incrível molho chileno que comemos na Estância Los Chulengos, aqui vai.

Essa receita não leva carne - como nas versões que achei na net - mas agrega ovos, o que confere uma textura cremosa. Dá vontade de comer com uma massinha, com uma torrada e até pura! Mas experimente com uma boa carne grelhada. Chorei!

Tomatican

- Em uma panela, frite 3 cebolas cortadas em cubinhos (brunoise) com óleo de girassol até caramelizar, sempre em fogo baixo.
- Adicione 4 latas de tomate pelado cortado (descarte a água) e cozinhe até o tomate desmanchar.
- Junte orégano, páprica doce (pimentón dulce em pó), sal e pimenta (a gosto).
- Agregue 2 colheres rasas de farinha de trigo e mexa bem para não empelotar.
- Adicione de 1 a 2 punhados de queijo parmesão.
- Incorpore três ovos inteiros (não precisa bater) e misture bem. Apague o fogo imediatamente.

Daí é só correr pro abraço! Se a pança permitir!!!

[Me encanta el tomatican!]

Escrito por Marcelo Katsuki às 20h52

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Chegada a Mendoza

Sob o céu de Mendoza

Recepção na Casa Terrazas. Tacinhas de Chandon e vinhos, tostadas de salmão defumado e muita disposição para postar no blog depois. O dia 1 na verdade começa amanhã, ok?

Lulas tenras: macias e crocantes.

Choripan: seria o cachorro quente local? Apenas pão e chorizo, simplicidade na medida. Acabei colocando um pouco de guacamole, sou over.

Lentejas para encerrar a noite: sabor intenso do chorizo e carnes com o diferencial do arroz. Caldinho vigoroso!

Tá na mesa!

Escrito por Marcelo Katsuki às 20h38

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Mercado Central de Santiago

Atravessei os Andes com uma turma de jornalistas para conhecer alguns vinhedos em Mendoza, a convite do grupo LVMH. Mas com uma escala de mais de quatro horas em Santiago,no Chile, demos uma escapada providencial até o centro da cidade para visitar o Mercado Central e comer centollas. Além de outras iguarias típicas daqui. Abaixo, um tour fotográfico.

Nossa, um frango empanado inteiro! Haja panko! E antiácido depois!

Porta guardanapos style!

Cara de melão, gosto de melão, cheiro de melão. Mas se chama 'pepino'. E tem uma textura totalmetne diferente do nosso melão (é bem mais macio).

Machas gratinadas, um hit local. Saborosas, de textura macia mas podia ter menos queijo.

Vieiras com alho.

Frase do dia: "Isso é meu trabalho, não meu lifestyle"

Angulas: dá uma peninha, mas que são deliciosas, ah, são mesmo!

Medo e prazer à mesa.

Preparando as porções de centolla.

Pratos na vitrine.

Marisqueria pop.

O restaurante principal onde comemos: Donde Augusto. Mas ninguém achou o cara.

Escrito por Marcelo Katsuki às 23h57

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Biscoito mandruvá

Nada de comer larvas, pessoal. É que passei o finde na casa dos meus pais e para variar minha mãe mandou bem na cozinha! Comemoramos o dia dela almoçando fora mas no sábado ficamos lendo (e fazendo) algumas receitas antigas. Esse biscoito de coco era o meu favorito na infância e eu chamava de 'mandruvá'. Basta olhar para entender, hehe.

Biscoito de coco
Ingredientes:
10 xícaras (chá) de maisena
4 xícaras (chá) de farinha de trigo
3 xícaras (chá) de açúcar
1 xícaras (chá) de manteiga
4 ovos
300 gr de coco ralado
2 colheres (sopa) de fermento em pó
1 copo (americano) de leite
1 pitada de sal

Preparo:
Misture todos os ingredientes e amasse até obter a consistência de massa firme, para poder moldar utilizando uma máquina de fazer biscoito. Ou faça tirinhas e amasse com um garfo. Passe em açúcar cristal e asse em forma untada com manteiga e farinha até ficarem corados. Quanto mais queimadinho, mais gostoso!

Escrito por Marcelo Katsuki às 12h05

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Dia do Chef

Chefs, parabéns pelo seu dia! Como diz meu amigo DFJ: "Vocês são nossa glória (na hora de comer) e nossa derrota (na hora da balança!)"

Escrito por Marcelo Katsuki às 09h27

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Para que serve o Twitter?

Sabemos e não sabemos (brincadeira hein, Dória). Na dúvida, ativei o meu e comecei a 'twittar'. Siga-me!

Escrito por Marcelo Katsuki às 10h23

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Festival do Pinhão

[Flávia Quaresma e Mônica Rangel na abertura do concurso no ano passado]

O Concurso Gastronômico de Visconde de Mauá, da chef Mônica Rangel, acontecerá nos dias 15, 16 e 17 de maio. O objetivo do concurso é desafiar os cozinheiros locais na elaboração de pratos utilizando o pinhão. Estive lá no ano passado e aproveitei a programação, que inclui o Salão do Pinhão, com apresentação de artistas locais e uma feira de produtos orgânicos, o Sabores da Montanha. As aulas com chefs também são uma ótima oportunidade para aprender novas receitas, sem falar do jantar comemorativo, que nesse ano será elaborado pelo chef Vitor Sobral.

Para ver a programação completa, clique aqui! E aproveite a paisagem e o clima delicioso de Mauá!

[Degustação dos pratos para avaliação do público]

Escrito por Marcelo Katsuki às 19h10

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Tudo acaba em festa

Ontem a Absolut fez uma festa para o lançamento de sua nova campanha e transformou o interior da Pinacoteca do Estado. Como essas ações da empresa são sempre interessantes, dei um pulinho lá. O espaço abria como uma exposição multimídia e aos poucos ia tomando forma de balada. Luzes, globos, muitos drinques com vodca, o volume aumentando e nas picapes... Alex Atala!

Provei um drinque refrescante e quase suave: Absolut Vanilla em copo longo com bastante gelo e água de coco. E dei uma 'bicada' num martini de lichia com caju e vodca. Bem de leve! Me diverti vendo as garrafas customizadas de cada campanha e confesso que minha favorita ainda é a Disco!

Não fiquei para poder provar o Creme de cogumelos com tucupi criado pelo chef (tinha ainda um jantar pela frente) mas comi várias delícias do Buffet Arroz de Festa da Adriana Cymes (foto abaixo), que estava circulando por lá. Dentre eles, seu famoso Muffin de milho com salmão defumado. Até consegui a receita, tá logo abaixo!

Muffin de Milho com Salmão defumado
Receita da chef Adriana Cymes, do Buffet Arroz de Festa 

- 1 lata de milho escorrida
- 2 colheres rasas de farinha de trigo
- 1 colher rasa de fubá
- 50 g de manteiga (temperatura ambiente ou derretida)
- 1 colher rasa de sobremesa de fermento em pó
- 1 ovo
- 1/4 de lata de leite condensado

Bata todos os ingredientes no liquidificador, unte forminhas com manteiga e polvilhe com fubá. Asse a 160 graus até que fiquem levemente dourados.

Montagem:
Faça conezinhos com salmão defumado, coloque 1 pontinha de colher de mostarda Dijon em grãos e finalize com uma ciboulette sobre o muffin. Delícia!

Escrito por Marcelo Katsuki às 12h55

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Curso de saquê

A Sala Sabor apresenta o curso "Saquê: o néctar dos deuses" com o especialista em saquê Celso Norio Ishiy. O curso vai falar sobre a origem, etiqueta, classificações da bebida, lendas e curiosidades. Serão três horas de curso com degustação de saquês Premium e sorteio de uma garrafa de 1.8l de saquê com flocos de ouro.

Já participei de uma palestra com o Celso e aprendi a apreciar ainda mais a bebida, por isso recomendo. As datas do curso são os dias 9 (das 14h00 às 17h), 13 ou 20 de maio (das 19h30 às 22h30). O preço é R$ 120 e mais informações podem ser obtidas com Andressa, pelo telefone 3807-6533.

"Saquê: o néctar dos deuses"
Av. dos Carinás, 288
Moema - São Paulo (próximo ao shopping Ibirapuera)

Escrito por Marcelo Katsuki às 12h24

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

O que é a cozinha brasileira?

"Sabemos e não sabemos", sentencia Carlos Alberto Dória em seu livro da Série 21: A Formação da Culinária Brasileira (R$ 12,90, ISBN-13: 978-85-7914-034-1, 88 páginas, Publifolha).

Aproveitei o feriado para ler o ensaio e fiquei surpreso com a quantidade de informação contida no compacto livro. O autor procura compreender os elementos que compõem a culinária brasileira, indo além da coleção de receitas representativas de cada região do país. E nessa busca de um conceito que unifique nossa culinária, são apresentados muitos dados e algumas curiosidades. Por exemplo: você sabe por que o livro de receitas é da Dona Benta se quem cozinhava no 'Sítio' era a Tia Anastácia? Pois até essa resposta eu encontrei lá! Leitura recomendada!

Escrito por Marcelo Katsuki às 13h24

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Receita de barreado

Não achei a receita do barreado de Morretes, mas encontrei aqui no site da Folha mesmo uma receita assinada pela chef Mara Salles, do restaurante Tordesilhas. E com sugestões para deixar a receita mais saudável (e não por isso menos saborosa).

Barreado
Por Mara Salles Simon, chef do restaurante Tordesilhas

Ingredientes
(para 20 pessoas)
3 kg de coxão duro limpo de todas as partes de gordura
200 g de bacon sem o excesso de gordura ou presunto parma
3 cebolas médias
1 copo americano (160 ml) de vinagre
1/2 copo americano de óleo de soja (metade da quantidade original)
8 dentes de alho cortados ao meio
8 tomates sem sementes
1 maço cebolinha
1 maço de salsinha
2 colheres (chá) rasas de cominho em pó
1 colher (chá) de pimenta-do-reino moída
2 colheres (sopa) rasas de sal
4 copos americanos de água
3 folhas de louro

Passo a Passo
1/ Forre o fundo de uma panela ou de um caldeirão de barro com o bacon.
2/ Coloque uma camada de carne cortada em cubos de aproximadamente 2 cm, um punhado de cebolinha e outro de salsinha picada, alguns dentes de alho e polvilhe com o cominho, a pimenta e o sal. Faça mais camadas.
3/ Bata no liquidificador os tomates com a água e coe. Misture com o óleo e o vinagre sobre a carne e coloque as folhas de louro.
4/ Para vedar a panela, faça uma pasta com farinha de mandioca e a água. Coloque a tampa na panela e, na junção das duas, faça uma vedação com essa pasta para evitar que o ar escape.
5/ Cozinhe em fogo baixo em uma chapa ou no fogão a lenha (nunca na chama direta) por, no mínimo, 12 horas.
6/ Para abrir, use uma faca de ponta fina, de forma a não destruir a crosta de farinha. Se durante o cozimento houver escape de ar, faça as vedações nos buraquinhos com a pasta de farinha.
7/ Sirva-o com farinha fina e bananas (nanica ou da terra).

Olha as panelas vendidas lá em Morretes!

Escrito por Marcelo Katsuki às 10h37

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Marcelo Katsuki Marcelo Katsuki é editor de arte de Mídias Digitais da Folha, colaborador da revista sãopaulo e colunista da "Prazeres da Mesa".

BUSCA NO BLOG


TWITTER

    Twitter RSS

    ARQUIVO


    Ver mensagens anteriores
     

    Copyright Folha.com. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
    em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha.com.