Marcelo Katsuki

Comes & Bebes

 

Gaspacho humano

120 toneladas de tomates pelados (e gente quase) na famosa Tomatina na Espanha. Quedê o gelo e a vodca preu fazer um Bloody Mary?

Clique aqui para ver as fotos. Santo desperdício, Barman!

Escrito por Marcelo Katsuki às 12h12

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Clima de quermesse

Momento Instak.ats do finde: a barraca de spaghetti da Festa de Nossa Senhora Achiropita, no Bixiga. Sete pratas por um pratão de massa, não aguentei nem metade.

Mas o barato mesmo é curtir o clima de quermesse pescando peixinho, comendo maçã do amor, acompanhando a gordinha que requebra com a placa da rifa. Ou você vai lá para reclamar que a massa não tá al dente, rs?

Aproveita que esse é o último final de semana da festa. E se você não quiser morrer na interminável fila da fogazza, faça como o gordinho aqui: corra pra portinha da Mamma Celeste, em frente à igreja, e peça duas!

Escrito por Marcelo Katsuki às 08h47

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Cerveja com gelo, pode?

Parece que agora pode! A Boxer está importando uma cerveja orgânica, a Honey Dew, que vai bem não só com pedras de gelo mas também com limão, que 'valoriza' o seu sabor natural. Tá duvidando? Tem lá na Puro Malte e no Pub O'Malley's. Experimenta e depois me conta, fio?

Escrito por Marcelo Katsuki às 10h06

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Úteis e fúteis

Faca para cortar melancia: tem 41 cm por isso corta a fruta numa tacada! Possui corte micro serrado e é feita em aço carbono japonês. O preço também é 'grande': R$ 179,10, lá na Loja Doural (Rua 25 de Março, 595 - Centro - Tel.: 0/xx/11/3328-6228).

Descascador de pepino: fui xeretar a faca e achei esse fatiador na mesma loja. Dá uma olhada que prático! É o adeus ao talharim de pupunha, porque agora você vai poder fazer talharim até com nabo. Tenha fé!

Escrito por Marcelo Katsuki às 01h17

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Os segredos do kobe beef

No dia 6 de setembro, das 14h às 17h no Senac Aclimação (Rua Pires da Mota, 838, Aclimação), o chef Satoshi Sato, do restaurante Ginza Rangetsu (Tóquio) vai realizar um workshop sobre kobe beef, com demonstração e degustação dessa que é considerada a carne mais cara (e saborosa!) do mundo.

A carne de wagyu ficou famosa por conta daquele mito de que o gado precisa ser tratado à base de cerveja, música clássica e massagem. Participe da palestra e descubra se isso é verdade. Mas precisa fazer a inscrição antecipada por R$35, tá? Os chefs Shin Koike e Adriano Kanashiro vão ajudar no preparo dos pratos que serão degustados. Inscrições no Bunkyo pelo tel.: (11) 3208-1755  (com Regina) ou por email: evento@bunkyo.org.br

Escrito por Marcelo Katsuki às 17h30

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Tiramisù coreano

Ando hipnotizado por uma loja de produtos orientais lá da Liberdade, nesse finde fiz até um "Mongolian Beef" usando uma pasta pronta de lá. E como hibridismo cultural lá em casa é lei, de sobremesa, cupcakes de Tiramisù coreano.

Não me leve a sério mas é gostoso: fofinho e com um sabor delicado de café. Sete pratas por seis unidades. Tem em quase todas as lojinhas da Liba. E vem cremoso, rs.

Escrito por Marcelo Katsuki às 16h29

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

O prazer de comer só

Texto de ontem da Danuza na Folha. Como sempre divertido e de alguma forma revelador: por que a gente só se "sente bem, mas tão bem", quando se está absolutamente só? (Ainda mais comendo acarajé). Leiam aqui, na página 2, disponível no Acervo Folha.

Escrito por Marcelo Katsuki às 12h03

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Receita da torta cremosa de fubá com goiabada

Lembra dessa maravilha aí em cima? A torta cremosa de fubá com goiabada (e capinha brûlée) do Lucas Corazza? Pois é, vários leitores pediram a receita e hoje ele fez a torta num programa de TV da Band, até acordei mais cedo para aprender, rs. Parece longa mas não é complicada. Mãos à obra!

Torta cremosa de fubá com goiabada
Receita elaborada por Lucas Corazza
(autor do site www.barbargastronomia.wordpress.com)

Massa de torta
Ingredientes:

125 gr de manteiga
1 ovo
100 gr de açucar refinado
300 gr de farinha de trigo
1 pt de sal

Método de preparo:

- Coloque todos os ingredientes num processador e bata em velocidade alta até que esteja homogêneo e com textura de “farofa”.
- Termine de juntar os ingredientes com as mãos, mas sove pouco.
- Enrole em filme plástico e guarde na geladeira por pelo menos 4 horas ates de usar.
- Pré aqueça o forno à 180ºc.
- Com um rolo, abra a massa e corte um disco do tamanho da sua forma redonda e coloque apenas no fundo da forma o disco. Fura a massa com um garfo e coloque no freezer por 10 minutos. isso evitará que ela encolha muito no forno.
- Pré-asse a massa até que ela fique esbranquiçada (7 a 10 minutos) e levemente dourada nas laterais.

Recheio de fubá
Ingredientes:
120 gr de fubá
50 gr de farinha de amêndoas ou de cajú
4 ovos
1 xíc de açúcar refinado
100gr de manteiga sem sal

Método de preparo:

- Na batedeira, coloque a manteiga e o açúcar e bata com o globo até obter um creme.
- Junte os ovos, em temperatura ambiente, um a um até obter um creme esbranquiçado.
- Adicione o fubá e a farinha de amêndoas e mistura até ficar homogêneo. Opcional: 2 colheres (sopa) de mel.

Montagem
Ingredientes:

Massa pré assada
Creme de fubá
150gr de Goiabada cremosa
q/n açúcar refinado

- Pré aqueça o forno a 180ºc.
- Coloque 1/3 do creme de fubá sobre a massa pré assada. Depois, com uma colher, coloque a goiabada, evitando que ela chegue nas pontas da forma.
- Cubra a goiabada com o restante do creme de fubá.
- Leve ao forno até que fique levemente dourada, mas ainda esteja cremosa no meio (uns 20 minutos).
- Retire do forno e deixe esfriar em um local fresco.
- Quando estiver fria, polvilhe açúcar refinado e depois queime com um maçarico, fazendo uma pequena crosta de caramelo. Essa capinha é 10!

Pode 'barbar'!

Escrito por Marcelo Katsuki às 11h40

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Arachis hypogaea

É 'amendoim', gente! Nossa como eu tô erudito... Coisa de mané empolgado com a leitura do livro do Gil Felippe, Amendoim - História, Botânica e Culinária.

Mas, para que serve o amendoim? Quer saber mesmo, compre o livro: tem desde sua história, simpatias, nutrientes, um monte de receitas gostosas e até um capítulo curioso que conta que o amendoim japonês foi criado no Brasil! Por isso que falam que os nossos japoneses são mais criativos? Inventamos até o rodízio de sushi, né?

Das receitas, onde achei até um Ravioli de mandioquinha com amendoim do Raphael Despirite, escolhi essa do Amendocrem brasileiro. Vai dizer que você também não ficou curioso?

Leia mais sobre o livro e compre aqui!

Amendocrem brasileiro

500 gr de amendoim torrado, sem a testa (casca)
2 colheres de sopa de mel
2 colheres de sopa de óleo de amendoim
2 colheres de sopa de leite em pó
1 pitada de sal
água fria, quantidade necessária

Bata o amendoim no liquidificador. Junte o mel, o leite em pó, o óleo e o sal. Bata, acrescente água fria aos pocos, até atingir o ponto de pasta. Conserve na geladeira.

Escrito por Marcelo Katsuki às 02h17

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Sábado no samba

Bacalhauzinho da Dercy: bolinho de arroz com brócolis e bacalhau da Rose

Sábado foi dia de samba no Pirajá. Botei minha roupa mais carioca e fui cantar/beber/sambar ao som do projeto "Para ver as meninas" comandado pelo Moacyr Luz, numa roda de samba super animada.

Rose, do Pontapé Beach (Rio) foi a convidada especial e preparou algumas de suas criações.

Esses nacos absurdos à milanesa são cubos de charque macios, servidos com bolinhas de mandioca e farofa. Eu adoraria levar isso de lanche pro trabalho, mataria a fome em duas tacadas.

Dos novos pratos do Pirajá, provei esse Torresmo de barriga e um Rosbife de língua com gosto de churrasco! Até quem não gosta de língua (mas quem não gosta?) comeu e gemeu.

Nem a chuva ofuscou o clima carioca da tarde. Na roda de samba do Moa, Thalma de Freitas e Aline Calixto soltando o gogó. Adorei, adorei e adorei. E só sei que a próxima edição será com minha cantora favorita, a Teresa Cristina. Já posso reservar a mesa?

Dá uma espiada aqui pela fresta e sente o clima!

Escrito por Marcelo Katsuki às 21h36

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Alimentação e saúde

O Senac São Paulo promove nos dias 1 e 2 de setembro o evento GRATUITO "Encontro da saúde com o prazer" em parceria com a Fundação Alícia (foto) fundada por Ferran Adrià. A proposta é conscientizar a população sobre a importância da alimentação na promoção e recuperação da saúde. Para mais informações e inscrição, clique aqui.

Escrito por Marcelo Katsuki às 17h50

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Adoro um Sujinho

Momento Instak.ats do finde: cheese salada classic (160 g) do Sujinho por R$ 13,90. As fritas portuguesas e os onion rings também são uma beleza! R. Maceió, 64 - Consolação - Tel.: 0/xx/11/3231-5207.

Escrito por Marcelo Katsuki às 10h26

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Haute Miojô

Pense num miojinho porreta?

O 'veio' Miojo tá fazendo 53 anos nessa quinta, 25, e resolveu fazer bonito na festa. Para isso, encomendou uma 'roupa nova' para três famosas chefs.

Tatiana Szeles (Boa Bistrô) criou o miojo de frango com quiabo (R$ 28) enquanto a chef Carla Pernambuco (Carlota) fez um "miojo hypado" com camarões, aspargos, cogumelos e molho thai (R$ 55).

Mas ousada mesmo foi a chef Morena Leite (Capim Santo) que criou o miojo com lagosta ao perfume de limão cravo (R$ 69 - foto). Um forma diferente de comer miojo: pagando caro, rs! Os pratos só serão servidos nos três restaurantes no dia 25 de agosto, no almoço e jantar.

Escrito por Marcelo Katsuki às 15h08

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

O melhor pastel de feira da cidade

 

O pastel da Barraca da Maria, que já havia vencido o concurso de melhor pastel de feira em 2009 e ficado em segundo lugar no ano passado, foi eleito hoje o campeão e levou o prêmio de R$ 8 mil. As dez barracas mais bem avaliadas pelo público foram reunidas na praça Charles Miller e julgadas por uma comissão formada por chefs de cozinha, jornalistas e críticos de gastronomia.

O pastel da Maria pode ser encontrado na praça Charles Miller, no Pacaembu, às terças, quintas e sextas. Aos domingos, na feira da rua dos Trilhos, na Móoca. A segunda colocada foi a barraca da Soninha e a terceira, a do pastel Agena, campeã do ano passado.

Escrito por Marcelo Katsuki às 14h59

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

O esquenta de sábado à noite

Bateu uma saudadinha dos velhos tempos... Pronto, passou.

Petiscos gostosos, set inspirador, bebidas e astral perfeito para começar o sabadão. O Saturday Night Chicas (Las Chicas - Rua Oscar Freira, 1607. Tel. 0/xx/11/3063-0533) é o que eu consideraria o ideal de 'esquenta' para começar uma noite baladeira. Ou para ficar por lá mesmo, horas e horas fazendo o que a gente mais gosta: bebendo e falando da vida alheia.

Do tabuleiro 'perambulante' comi: hot dog de linguiça, coxinha de camarão, meteoros de batata com molho picante, pastelzinho de pato (delicioso!), pastelzinho de queijo, tudo por R$ 15 a porção. Para beber: cervejas, jarras de clericot e pra mim, uiscão com energético para animar o veio.

Daí passa pra cá, passa pra lá (tava cheio de gente conhecida!) acabei dando de cara com essa Empada folhada de frango (R$ 13) no balcão e pedi uma. Como tava cheio de saladas em volta, por que não experimentar uma de cada?

Tinha até um cuscuz israelense que eu nunca tinha provado e adorei. E comer salada, mesmo depois de 20 salgadinhos, faz a gente pensar que se alimenta de forma saudável, quase emagreci.

A noite avança e nada da gente ir embora. Nas picapes, a linda Lorena Calábria. No salão, Carol comandando o regabofe. Dueña Carla saiu correndo pro Carlota, porque vida de chef é assim. Hoje é dia, e quem vai discotecar é a cantora Monique Maion, a partir das 20h. Bote sua melhor roupa e vá pra festa. A diversão é garantida!

Olha que animação! (Vixe, redescobri a gif animada...)

Escrito por Marcelo Katsuki às 10h55

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Promenade na chuva?

Xô, sol!

Ligada na previsão de chuva pro domingo, a organização da Promenade Chandon resolveu premiar com uma passagem para Paris (classe executiva da Air France!) quem for ao evento com o guarda chuva mais original. Agora é torcer para chover mesmo, rs.

Escrito por Marcelo Katsuki às 20h51

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Deu a louca na pastelaria

Pastel de macarronada ou de arroz com feijoada?
Tem lá no Empório do Pastel!

Fotos: divulgação

Escrito por Marcelo Katsuki às 11h35

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

O brunch nordestino está de volta!

Bolo de milharina com coco e cobertura de goiabada

O Azulejo Pernambucano do chef André Palma fechou suas portas nos Jardins há alguns meses mas sua cozinha ressurgiu na Bela Vista no Lounge e Bistrô Estação Caneca, ali no número 384 da Frei Caneca, depois do shopping.

Situado na entrada do teatro, o salão é maior e tem pé-direito alto mas o clima acolhedor continua lá, nos detalhes que o André imprime desde a louça delicada até a apresentação dos pratos.

Durante a semana o bistrô serve refeições e lanches e no sábado oferece o festejado brunch nordestino por R$ 35 (não é cobrada a taxa de serviço). Além do café e dos dois sucos incluídos no preço, você pode degustar quatro pratos salgados e duas mesas de doces e bolos, onde é claro, não falta o bolo de rolo. Vem comigo:

O salão, na entrada do Estação Caneca. Alá o gordo no espelho!

Caldinho de feijoada. Olha essas xícaras!

Carne de siri com farofinha. Pensei logo em rechear um pastel, rs.

Cuscuz com linguicinha toscana. Adorei as ervilhas secas.

Purê de batata doce com calabresa acebolada

Compota de goiaba, cocada cremosa, mousse de maracujá e a delícia de abacaxi, que comi lembrando os meus tempos de menino de engenho

Bolo de rolo: não pode faltar na mesa do chef pernambucano

Vai lá. Amanhã é dia!

Lounge e Bistrô Estação Caneca
Rua Frei Caneca, 384
Tel. 0/xx/1/ 2371-5744

MAPINHA AQUI

Escrito por Marcelo Katsuki às 11h34

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Gastronomia para todos

Alá o 'caminhão do Claudão'!

O Rio Gastronomia começa amanhã com a participação de 416 bares e restaurantes da Cidade Maravilhosa. As casas participantes vão oferecer menus exclusivos com entrada, prato principal e sobremesa com preços que variam de R$ 12 a R$ 200.

O que achei genial é o caminhão da Cozinha Show, que circulará pela cidade oferecendo aulas gratuitas para a população. Amanhã começa com o chef Claude Troisgros (foto) na Praça Corumbá. Participam também do projeto outros chefs como Rolland Villard, Helena Rizzo e Fréderic Maeyer, sempre recriando pratos populares.

Fechando o evento, de 25 a 28 de agosto, será realizado o Circuito Rio Show de Gastronomia, no MAM, também aberto ao público e com diversas atividades gratuitas. Veja a programação completa clicando aqui!

Escrito por Marcelo Katsuki às 17h59

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Me engorda que eu gosto!

Meldels...

E segue a 4ª edição do Fora de Série da Bráz até a primeira quinzena de setembro (ou enquanto durarem os ingredientes). As quatro receitas são: Linguiça di Castelpoto (R$ 65) condimentada com páprica, Piennolo del Vesúvio (R$ 65) com tomatinhos cultivados aos pés do vulcão, Tonno Siciliano (R$68) de atum siciliano e orégano e Carciofi con gambo (R$68,50) com alcachofras de Cerignola com cabo.

São ingredientes especiais, a massa é feita com água importada e ainda tem aquela mussarela fior di latte, que a gente come gemendo. Estive lá nessa semana e devorei uma Quattro Stagioni (R$68,50, foto acima) que traz os quatro sabores em uma única redonda, formato que assumi após algumas fatias mas nem ligo (viva a calça de elástico!).

O trabalho de pesquisa dos ingredientes na Itália e o treinamento da equipe no Brasil foram registrados em vários vídeos 'cinematográficos'. Para assistir aos vídeos, clique aqui. Para escolher onde comer a sua redonda, clique aqui.

Escrito por Marcelo Katsuki às 16h41

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Guloseimas: empanadas argentinas

Eu, que adoro empanadas, quase babei no teclado ao ver a foto das empanadas do Don Hugo (Rua Verbo Divino, 97, Chácara Santo Antônio - tel. 0/xx/11-2879-8858 - MAPINHA AQUI). Quem me enviou a dica foi minha amiga Cintia Oliveira, da Go'Where Gastronomia.

As empanadas são feitas pelo argentino Hugo Volkis, que prepara uma massa finíssima à base de manteiga e farinha e pelo visto capricha no recheio. A tradicional de carne com azeitona custa R$ 5,50. A Cintia me contou que as empanadas são a salvação em dias de fechamento da revista. Pra mim, seria a perdição, rs.

Foto: Daniel Cancini

Escrito por Marcelo Katsuki às 13h24

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

A Marcha do Acarajé

Funciona assim: você sai do trabalho no centrão e caminha em ritmo compassado até Santa Cecília guiado pelo cheiro hipnótico do dendê. Pede seu acarajé para viagem e vai pra casa se esbaldar. Porque depois de tanta massa de feijão fradinho, dá preguiça até de dirigir.

Ontem pedi uma porção de miniacarajés no novo Sotero Cozinha Original (Rua Barão de Tatuí, 282, Santa Cecília - tel. 0/xx/11/3666-3066 - MAPINHA AQUI). A porção com 6 unidades, um pouquinho de vatapá e camarão seco custa palatáveis R$ 10 (+ 3 de embalagem). Ideal para um coquetel baiano na sala da gente, jogado nas almofadas do sofá. A porção com 20 miniacarajés congelados + vatapá e camarão custa R$ 20. Comprei também, para uma eventual larica baiana.

Outra opção que gosto muito é o acarajé no prato da Rota do Acarajé (Rua Martim Francisco, 529, Santa Cecília, a poucos passos do Sotero - tel. 0/xx/11/3668-6222 - MAPINHA AQUI). Esse traz apenas um bolachão de acarajé mas acompanhado de boa porção de vatapá, caruru (babei...), camarão seco e saladinha. Custa R$ 12,80 (R$ 13,70 para viagem) mas dá até para comer os acompanhamentos com um arroz, se preferir. A porção de miniacarajés é mais cara: seis unidades por R$ 41, por isso prefira essa versão no prato.

E depois dessa farra do dendê, tome um inibidor de absorção de gorduras (tucanei o xenical, gente) e vá dormir relaxado. Ou não...

Escrito por Marcelo Katsuki às 13h01

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Sopa na Caneca

O chef Viko Tangoda prepara a sopa, o Atelier Hideko Honma confecciona as canecas de cerâmica e você participa do evento ajudando a Associação Travessia. O evento beneficente Sopa na Caneca vai acontecer no dia 27 de agosto, sábado, a partir das 18:30 na rua Capitão Felisbino de Morais, 10, Jardim Petrópolis (MAPINHA AQUI).


Os ingressos, que dão direito a uma caneca, sopa, queijos e vinho, custam R$ 125 e podem ser adquiridos pelos telefones (11) 5093-9524 ou (11) 5042-4459. 

Escrito por Marcelo Katsuki às 09h42

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Recorte e cole

Escrito por Marcelo Katsuki às 17h33

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Bora fazer um Frappuccino caseiro?

 

Frappuccino

Ingredientes:

2 cubos (de gelo) de café
1 colher (sopa) chocolate em pó
1 copo de leite gelado
2 bolas de sorvete de creme
Chantilly e calda de chocolate para decorar

Modo de fazer:

Bata todos os ingredientes no liquidificador, menos o chantilly e a calda. Complete o copo/taça com o frapê e decore com o chantilly e a calda de chocolate. Sirva com um canudinho.

 

Escrito por Marcelo Katsuki às 12h01

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Fotografando comida

E nessa quarta, 17 de agosto, tem lançamento do DVD: "A Fotografia Dentro da Cozinha" do fotógrafo Mauro Holanda, às 19h no estande da Editora Photos dentro do Photo Image Brazil que acontece no Expo Center Norte.

O DVD mostra os bastidores do trabalho do Mauro, um dos mais experientes fotógrafos de gastronomia do país, durante uma sessão de fotos onde ele dá até dicas de iluminação. Para que curte fotografia e comida é imperdível!

Escrito por Marcelo Katsuki às 11h45

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Fast food indiano

Biryani Vegetariano: 'mexidão' indiano.

Enquanto eu escrevia sobre o delivery mineiro (alguns posts abaixo) e babava naquela caixinha de arroz com carne moída (tava sem almoço), recebi algumas quentinhas com produtos do Madhu, um fast food indiano que faz delivery!

Primeiro: achei coincidência ou trabalho forte do meu santo, que não gosta de me ver tendo turica de fome. Segundo: achei curioso ver comida indiana fast food. Eu já tinha passado na porta do Madhu voltando do baixo Augusta algumas vezes e tinha curiosidade de provar. Mas com o estômago detonado de bebida, nem pensar em comer curry!

Pois dessa vez, não escapei: experimentei o Beef Curry com arroz, chutney, bolinhos crocantes feitos com lentilha e chapati (pão). Esse combo custa R$ 18,90. Mas gostei mesmo foi desse da foto acima: Biryani Vegetariano, um arroz com legumes, frutas secas, temperos indianos, especiarias e castanhas, por R$ 10. Uma refeição saudável, saborosa, aromática, e claro, inusitada, para quem passa a semana comendo no quilão ou no PF.

O telefone do delivery é 0/xx/11/3262-5535 e a taxa de entrega varia conforme a distância (em média R$ 5, me informaram). O atendimento é simpático, liguei três vezes e a mocinha teve a maior paciência. Are baba!

Escrito por Marcelo Katsuki às 11h04

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Carne crua

Momento Instak.ats da semana: num rompante de ousadia fiz um inspirado Steak Tartare. A receita, do István Wessel, eu havia copiado do blog do saudoso Saul Galvão. Testei e adorei. Quer tentar?

Steak Tartare
Receita de István Wessel (2 porções)

Ingredientes:
3 colheres (sopa) de cebola roxa em pedacinhos de 3 mm

2 colheres (sopa) de pepino azedo em pedacinhos de 3 mm

200 gramas de carne de boi sem nervos e sem gordura (filé mignon ou coxão mole) picada na ponta da faca e levemente
batida com ela

2 gemas de ovo de codorna (opcional)

2 colheres (sopa) de folhas de salsinha picadas

2 colheres de sopa de alcaparra picada

2 colheres (sopa) de azeite extravirgem

1 colher (sopa) de mostarda Dijon

1 colher (chá) de molho inglês

1 colher (chá) de páprica doce

sal e pimenta-do-reino branca moída na hora

Misture a carne com todos os ingredientes, menos as gemas.
Distribua metade em cada prato, forme um montinho com um aro e faça uma cavidade no centro, onde será depositada a gema, que deve ser misturada com a carne (opcional).
Servir com torradas de pão centeio ou integral. Outra maneira tradicional de servir é com fritas e uma salada. Vai bem de qq jeito!

Escrito por Marcelo Katsuki às 01h37

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Sete anos de Piselli

Tajarin alla Grappa con Piselli e Uova di Muggine

Enquanto Juscelino Pereira não inaugura sua pizzaria Mare Monti em sociedade com Ricardo Trevisani (prometida para a segunda quinzena de setembro), o restauranteur aproveita para comemorar os 7 anos do Piselli (Rua Pe. João Manuel, 1253, Jardins, tel. 0/xx/11/3081-6043 - MAPINHA AQUI).

O chef Paulo Kotzent criou um prato para comemorar a data, o Tajarin alla Grappa con Piselli e Uova di Muggine (R$34 servido como entrada). Feito com massa fresca e ovas de tainha do Mediterrâneo, tem o sabor intenso mas aveludado, marcado pela potência do destilado utilizado no molho à base de caldo de peixe. As ervilhas aparecem em comemoração ao nome do restaurante, Piselli (ervilha, em italiano).

Participei ontem de uma rápida degustação provando ainda o Vitello Tonnato, fatias de vitelo com molho de atum e o Brasato alla Piemontese, vitelo assado no vinho e servido com purê trufado. O ambiente acolhedor, o serviço ágil e a qualidade dos pratos apresentados explicam o salão lotado. E os sete anos de sucesso da casa.

Escrito por Marcelo Katsuki às 18h34

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Sopa de letrinhas

"Deus manda a comida, o diabo manda os cozinheiros"

Thomas Deloney, escritor inglês, 1543-1600.

Escrito por Marcelo Katsuki às 00h52

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Uai in Box

Se tem uma coisa que adoro, além de boa comida, é de bom humor. Tá, de bons drinques também! Por isso curti o delivery Uai in box.

Já começa com o nome debochado (tem como não rir?) e com as caixinhas mais 'caseirinhas' da cidade: arroz com galinha caipira, calabresa, ovo mexido, milho. Mas tem também camarão e bacalhau!

O mais pedido é o Uai Japonês: arroz com carne moída! O Uai só peca por um motivo: não entrega aqui no centro; só no Brooklin, Morumbi, Faria Lima, Moema e Itaim. Eu viraria cliente facinho. Vai lá, uai!

Escrito por Marcelo Katsuki às 16h56

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Presente frugal

Momento Instak.ats do dia: a linda cesta de frutas da Don D'Aju que ganhei do sr. Benedito Britto. Nunca gostei de ganhar flores (pego logo uma tesoura, rs!) mas frutas, gostei demais! Vou até adotar a prática e começar a presentear os amigos. #vaicarmenmiranda!

Escrito por Marcelo Katsuki às 10h36

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Para comer com os olhos

Já viu a nova revista HashiTag? Conheci nessa semana e adorei. Traz um mix de informações sobre cultura pop japonesa como música, moda, cinema, comportamento, mas principalmente gastronomia!

Na primeira edição, receitas do chef Tsuyoshi Murakami (restaurante Kinoshita), dicas para as crianças prepararem seu primeiro obento (a 'marmita' japonesa) e uma matéria sobre saquê quente, além de um guia de endereços de restaurantes. A revista tem distribuição gratuita mas você pode ler todo o seu conteúdo on-line clicando aqui. Curti!

Escrito por Marcelo Katsuki às 10h25

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Dona Xepa

Ou, 'barbada da semana', como diz o meu amigo Eduardo Girão em seu blog. Fui ontem no shopping Frei Caneca comprar uma cama e saí de lá com esses dois potes de purê de castanhas Cuevas por R$ 2,50 cada. Onde? Lá no Empório Frei Caneca, onde a seção de bebidas é um show, mas a de comidas sempre tem produtos com preços camaradas. Outro exemplo? Caixa de cuscuz marroquino por R$ 5, Aspargos brancos em conseva também R$ 5. Fala se não tá friendly?

P.S.: Não achei a cama...

Escrito por Marcelo Katsuki às 19h27

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Paz pro corpo

"Uma mente sã num corpo são" né não? Então vamos injetar um pouco de paz no corpinho maltratado com tanta comidaiada aproveitanto a Semana Yoga pela Paz, que acontece na próxima semana a partir do dia 15 com aulas gratuitas em diversos bairros da cidade.

No dia 19, a Cia. Athletica do Brooklin realizará aulas de yoga gratuitas abertas ao público.  No dia 20 será a vez do SESC Ipiranga. E no dia 21, das 10h às 13h, será possível praticar yoga e meditação no Parque do Ibirapuera. Veja a programação completa aqui.

Escrito por Marcelo Katsuki às 18h35

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Emoticaneca

Tá, pode não ser uma super novidade a caneca com emoticon, mas ficaram bonitinhas essas da Pizza Hut. Para levar uma pra casa, você precisa comprar uma pizza grande com entrada ou sobremesa e pagar mais R$ 7,90. Ou pagar R$ 14,90 por uma avulsa mesmo. Promoção válida até o término do estoque. Mais infos, aqui.

Escrito por Marcelo Katsuki às 11h54

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Minicursos gratuitos sobre vinhos e hospitalidade

A Estácio (Avenida Nossa Senhora do Sabará, 765 - São Paulo) realizará nesse mês dois minicursos gratuitos: Como servir e degustar vinhos, nos dias 16 e 23, às 19h; e Oportunidades no mercado de Hospitalidade, nos dias 18 e 25, às 19h. Inscrições pelo e-mail cintia.goldenberg@estacio.br. As vagas são limitadas.

Escrito por Marcelo Katsuki às 19h08

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Sashimi!

Momento Instak.ats do dia: sashimi do Aizomê. Não sei do que gosto mais: se do atum sempre espetacular de lá ou dessa intrigante peça da Kimi Nii. Bom, como ainda não como cerâmica - só 'terra', que os chefs agora cismaram de botar nos pratos - acho que vou ficar com a primeira opção.

Escrito por Marcelo Katsuki às 18h08

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Muito além do arrumadinho

Lagosta preparada em baixa temperatura.

A chef Ana Luiza Trajano (que lançou um blog!) estreia hoje no Brasil a Gosto (Rua Professor Azevedo do Amaral, 70 - tel. 0/xx/11/3086-3565) seu menu dedicado à gastronomia da Paraíba. Ontem os pratos foram apresentados em um jantar para convidados, juntamente com a abertura da exposição "Pega de Bois" com belas imagens do fotógrafo Antonio Ronaldo.

Sobre o menu, que fica disponível até novembro, abordagens modernas valorizando ingredientes como o lombo de bode, cozido no próprio molho e servido com favas e purê (R$ 62) e a lagosta, preparada em baixa temperatura e servida com farofa de arroz vermelho, feijão de corda e lâminas crocantes de alho (R$ 94).

Mas o que me encantou mesmo foi o Quebra-queixo (R$ 22) em versão 'quebrada', com o caramelo de coco servido sobre um creme de nata com calda de acerola que a mulherada da mesa não hesitou em pedir para repetir. Fui forte mas já tô arrependido. Olha a receita abaixo.

Quebra-queixo com creme de nata, calda de acerola e crocante de bolacha mata-fome
Rendimento: 6 porções

Ingredientes

Para o quebra queixo
300 g açúcar refinado
400 g coco laminado
1 unidade canela
2 cravos
5 g gengibre
100 ml água de coco

Para o creme de nata
100 g nata
400 ml leite
5 gemas
50 gaçúcar

Para a bolacha mata-fome
1 rapadura
300 ml água
15 g bicarbonato
1,5 kg farinha de trigo
30 g canela em pó

Para a calda de acerola
400 g polpa de acerola
100 g açúcar
30 g amido de milho

Modo de preparo do quebra-queixo
Faça um caramelo com o açúcar e a água de coco, acrescente o coco mexendo constantemente. Adicione a canela e o cravo. Resfrie e reserve.

Modo de preparo do creme de nata
Misture todos os ingredientes e leve ao fogo em banho-maria até obter um creme homogêneo. Reserve.

Modo de preparo da bolacha

Derreta a rapadura, acrescente a água e os de mais ingredientes, adicionando a farinha aos poucos. Abra a massa com um rolo, corte discos de 8 cm de diâmetro e leve a forno pré-aquecido a 180ºC por 10 minutos. Uma vez fria, triture a bolacha. Reserve.

Modo de preparo da calda
Leve todos os ingredientes ao fogo baixo até obter uma calda espessa. Resfrie e reserve.

Montagem
Em um prato fundo, coloque o creme de nata, em cima a bolacha triturada e o quebra-queixo. Finalize decorando com a calda.

Fotos: Alexandre Schneider

Escrito por Marcelo Katsuki às 12h42

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Na faixa e nas alturas

Que tal ganhar um jantar para cinco pessoas lá no Arola Vintetres com degustação de tapas frias, quentes, sobremesa, vinho, água, suco e café? Basta postar uma foto com seu pai no perfil do Arola Vintetres no Facebook para participar. Tem umas fotos hilárias!

Escrito por Marcelo Katsuki às 18h59

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Flávia Quaresma no Bar d´Hôtel

O restaurante Bar d´Hôtel (Av. Delfim Moreira, 696, Rio de Janeiro - Reservas: 0/xx/21/2122-1112) da chef Maria Victória (foto) vai realizar um festival orgânico com a chef Flávia Quaresma no dia 16 de agosto, terça-feira, a partir das 19h30.

No menu de cinco tempos (R$ 159,00), destaque para o Peito de pato na terra da mandioca, molho perfumado com tucupi, baby aipim e Tartelete de chocolate com amendoim, laranja kinkan e sorvete. Durante o jantar serão sorteados dois livros "Da Colheita para a mesa", com 90 receitas orgânicas inéditas.

Escrito por Marcelo Katsuki às 16h05

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Risoto de pacotinho

Momento Instak.ats do finde: morto de preguiça e com uma ressaca danada, me joguei no risoto de pacotinho. A Etti lançou um linha chamada Seu Sabor com quatro risotos: Napolitano, Parmegiana, Galinhada e Funghi. Fiz esse último, turbinei com alguns cogumelos que achei no freezer e meio cálice de vinho branco e sabe que ficou bom? Ah, vem com arroz carnaroli!

Escrito por Marcelo Katsuki às 14h33

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

O confeiteiro

Bombons de semente de cumaru com banana da terra verde e Tartes de mascarpone com baunilha, limão e frutas vermelhas.

Recebi ontem a visita do Lucas Corazza da Bar.bar Gastronomia (Tel. 0/xx/11/8456-9158). O Lucas é um jovem e talentoso chef que apresenta o programa A Confeitaria do canal Bem Simples. A gente tinha discutido uma vez sobre uma receita dele de tiramisù daí ele resolveu me visitar e engatamos uma conversa que chegou até no frango embrulhado no celofane e na coxinha da rotisseria Bologna.

O Lucas ainda me levou essa Torta de fubá e amêndoas com goiabada cremosa e capinha brûlée que dividi com a minha equipe que não acreditou no sabor. Tive até que guardar um pedacinho para comer hoje no café da manhã, que doce incrível!

Mas o que mais gostei da nossa conversa foi uma revelação dele, que disse que "gosta de trabalhar a ideia do cozinheiro como intérprete". "Intérprete de quê?" indaguei. "Do desejo das pessoas." Bem simples.

Última mordida.

Escrito por Marcelo Katsuki às 16h39

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Drinque pro finde

Você já experimentou fazer drinques com Grand Marnier? Olha, ficam uma delícia mas precisa tomar cuidado para não se empolgar pois descem facinho, facinho. Uma vez fui a uma festa de Halloween da marca na Casa das Caldeiras fantasiado de capeta e exagerei na dose. Passei o final da festa no além, afundado na névoa de gelo seco achando que tava no inferno. Mas dureza mesmo foi conseguir parar um táxi na av. Francisco Matarazzo de chifre e tridente na mão. Diabo sofre!
Mas chega de trelelê, vamos ao que interessa:

Grand'O
- Cubos de gelo
- 40 ml de Grand Marnier
- 60 ml de suco de laranja
- 80 ml de água com gás

Misture tudo em uma coqueteleira, acrescente a água com gás até completar o copo. Pode decorar com fatias de laranja

Ah, foi lançada uma edição Ruby que traz a mesma garrafa mas vestida de preto e com uma pedra lapidada para comemorar os 130 anos do licor. Beleza!

Escrito por Marcelo Katsuki às 18h54

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Deu fome

EAT from Rick Mereki on Vimeo.

Escrito por Marcelo Katsuki às 15h52

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Aulas no Mercadão - evento gratuito

Amanhã tem aula de culinária no Mercadão das 10h às 14h numa ação da Philadelphia. No curso os alunos (100 vagas por sessão) aprenderão as receitas de Empanada de frango, Canelone de palmito e Tiramisù, todas utilizando o cream cheese, além de degustar os pratos.

As aulas acontecerão no Espaço Gourmet com entrada franca, no Mercado Municipal de São Paulo – Rua da Cantareira, 306 – Sé. Veja a programação completa e mais informações clicando aqui.

Escrito por Marcelo Katsuki às 14h15

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Samba, feijuca e cerveja

Amanhã acontece o primeiro Batuque na Cozinha com a Dona Carmen da Camisa Verde preparando sua famosa feijoada (R$ 39) no Na Cozinha (Rua Haddock Lobo, 955 - Jardins - tel. 0/xx/11/3063-5377)

Dona Carmen Silvia Santos Alves, 63, tem 50 anos de escola onde também faz um disputado escondidinho de bacalhau e camarão na quadra. "O povo 'endoida', não sei porquê", diz.

O Batuque na Cozinha acontecerá todos os sábados de agosto com cozinheiras das escolas de samba de São Paulo. As próximas serão a Nenê de Vila Matilde no dia 13/8, Rosas de Ouro no dia 20/8 e Leandro de Itaquera no dia 27/8.

Escrito por Marcelo Katsuki às 11h13

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Pratos bizarros

Você comeria? Vídeo que tá bombando na web como "dancing dead squid". A explicação é que as células da lula morta reagem ao sódio do molho de soja. Afff, acho que nem vou conseguir dormir hoje...

Escrito por Marcelo Katsuki às 20h17

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

¡Venga! - recuerdos do Rio

Pulpo a la Galega (R$26*): polvo com batatas e páprica picante

Ontem foi niver da querida Lou Bittencourt daí me lembrei do nosso almoço de quase quatro horas no ¡Venga! de Ipanema. Tudo informal mas com muito estilo, como ela. Tarde deliciosa onde consumimos sete grandes jarras de sangria (responsáveis por metade da conta, hahaha) mas todo mundo saiu feliz, levinho, levinho. Dá uma olhada no que comemos.

Calamares (R$ 15*) anéis de lula fininhos e crocantes, servidos com salsa romesco, aquela que os espanhóis adoram.

Patatas bravas (R$14*): picantes com muito estilo

Esse eu adorei: Perrito Caliente (R$8*), uma versão finger food do cachorro quente, feito com pão de miga.

Espárragos a la Plancha (R$18*): aspargos grelhados, ovo poché e crisps de presunto serrano. Bom, aspargos com ovo é bom de qq jeito, rs.

Esse foi o favorito na mesa: Revueltos de Bacalao (R$27,50*): bacalhau desfiado com ovo mexido cremoso, batatas e páprica picante.

Paella do dia: deram um pouquinho pro zoiudo provar.

Fechando o regabofe, Chocolate con churros (R$13,50*)

Gostei muito do ¡Venga!, superou as minhas expectativas. Todos os pratos vieram deliciosos, bem executados e o clima não poderia ser melhor com a brisa na calçada. ¡Venga! Eu vou!

*Preços de junho de 2011.

¡Venga! - Ipanema  
Rua Garcia D’Ávila, 147 - loja B
Ipanema, Rio de Janeiro - RJ

MAPINHA AQUI

Escrito por Marcelo Katsuki às 18h12

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Vítor Sobral lança livro na segunda

Vítor Sobral anda a mil. Mal inaugurou sua Tasca da Esquina e já está lançando um livro: "Alentejo, Além-mar – influências e tradição na cozinha" (ed. Senac-SP, 224 págs., R$ 90) onde conta sua trajetória profissional numa entrevista curiosa, apresenta 79 receitas com belas fotos da Luna Garcia e fecha com dicas de cozinha bem legais.

Dentre as receitas, Alhada de camarão, Bacalhau de forno, Bochecha de porco preto, além de pratos com influência brasileira como a Garoupa e amêijoas com caldo de tucupi e Bobó de camarão, o "meu bobó" (dele, claro).

O livro será lançado na próxima segunda-feira, dia 8, a partir das 19h lá na Tasca da Esquina, alamenda Itu 225, Jardins. Clique aqui para conhecer duas receitas.

Escrito por Marcelo Katsuki às 12h22

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Brigadeiro de Ovomaltine

Recebi hoje essa receita de Brigadeiro de Ovomaltine do Atelier M. Azevedo e resolvi compartilhar. Eu prefiro brigadeiro 'enrolado', mas assim no potinho não tem como errar, além ser prático e bonito. Mas bom mesmo é a raspa que gruda na panela; o gordo se entope de teflon na maior alegria, rs.

Brigadeiro de Ovomaltine
 
- 1 lata de leite condensado
- 2 colheres (de sopa) de Ovomaltine
- 1 colher (de chá) de manteiga
- 1/2 caixinha de creme de leite
 
Colocar numa panela de fundo grosso o leite condensado, o ovomaltine e a manteiga e misturar bem. Levar ao fogo brando, mexendo sempre com uma espátula até que comece a aparecer o fundo da panela. Desligue o fogo e deixe amornar para poder acrescentar o creme de leite. Pronto! Sirva em potinhos ou tacinhas. Na colher também tá valendo.

Foto: divulgação

Escrito por Marcelo Katsuki às 20h21

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Para beber e aprender

Já que esse vídeo do beberrão deve ter deixado muita gente aguada para tomar uma cerva, a dica é o sampler com as ótimas cervejas artesanais da Cervejaria Nacional (Rua Pedroso de Morais, 604, Pinheiros. Tel. 0/xx/11/3034-4863), uma maneira lúdica de conhecer os diferentes rótulos produzidos na casa, cada um com características bem distintas.

Custa 14 pratas e vem com cinco copos de 160 ml com as seguintes cervejas: Y-îara Pilsen, Kurupira Ale, Sa´si Stout, Domina Weiss e Mula IPA, todas com nomes do nosso folclore e criadas pelo mestre-cervejeiro Luis Fabiani. Só falta o chope do Bebê Diabo, gente!

Aproveite para pedir a gostosa porção de Batatas picantes (grande, R$15; pequena, R$9) ou de Bolinhos de arroz com queijo (R$14, foto abaixo). Harmoniza.

Escrito por Marcelo Katsuki às 18h52

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Glupt!

E tem amigo que reclama que eu bebo depressa demais...

Escrito por Marcelo Katsuki às 12h25

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Para degustar e refletir

Zen-sai, a entrada que pode ser cozida ou crua e que traz alimentos que simbolizam a terra, o mar e a montanha

Kaiseki é uma refeição japonesa super formal com uma sequência de pratos elaborada de forma a explorar todos os sentidos e sensações. Leva-nos a pensar sobre a natureza, nossa fonte de alimento, o nosso bem estar. Seria como um 'menu confiança' zen, uma refeição-reflexão.

Dito isso, vou confessar que numa festa de aniversário lá pelos anos 90, inventei de comemorar com um Kaiseki em casa para uns 100 convidados, sem ligar para o ritual (tinha gostado do nome, apenas). Claro que meu Kaiseki virou um rodízio das trevas, com mais drinques que comida, gente louca destruindo a casa e duas tias mortas de tanto cortar sashimi na cozinha. Restou a reflexão: nunca mais fazer aquilo, coisa que um ano depois eu já tinha me esquecido.

Mas vamos voltar ao Kaiseki do Hideki. O chef Hideki Fuchikami elaborou uma sequência que respeita a tradição da cozinha de Kyoto, onde trabalhou, e vai oferecer a partir do dia 9 de agosto o 'banquete', com parte da renda arrecadada destinada para as entidades Kibô-no-Iê, Kodomo-no-Sono, Ikoi-no-Sono e Yassuragui Home, que atendem pessoas com necessidades especiais. Participei de uma degustação na segunda para conhecer os pratos com o Jo Takahashi do Jojoscope (que faz aniversário hoje, parabéns Jo!) e com a Dani Hispagnol, do Gouté. Vejam a sequência abaixo.

Zen-sai: cogumelos temperados com nabo ralado e ovas de salmão, soja verde peixe branco enrolado com ovas de tainha defumada e kombu, a alga desidratada crocante.

Sunomono: um prato agridoce com vinagrete de algas marinhas, pepino finamente fatiado e enrolado e tentáculos de polvo e abalone servidos com um com molho de ameixa levemente ácido.

Dobin-mushi: um caldo branco muito suave servido na chaleira e degustado em uma pequenina tigela. Para compor o caldo o chef usou cogumelos, vieiras, peixe branco e shimeji, que podem ser comidos. Eu já tava tenso pensando que a vieira ia 'morrer' ali na chaleira.

Otsukuri: sashimi com peixes da estação com 7 cortes variados servidos sobre uma esteira de vidro apoiada em escamas de gelo.

Nimono: cozido de legumes com peixe-sapo e um tofu, queijo de soja especial feito com gergelim, servido com molho ponzu.

Yakimono: cauda de lagosta gratinada com um creme de ovos servida com aspargos crocantes fritos com massa de harumaki

Mushimono: chawan mushi de enguia, shitake e horensu (espinafre japonês)

Aguemono (fritura, todos curtem!): um tempurá diferentão e muito crocante, com massa de harussame envolvendo os frutos do mar e legumes.

Oshokuji: sushi, de criação do chef com três unidades: lagostim com ovas, gema com ovas de ouriço-do-mar e salsão com ovas.

Mitsumame: fechando o banquete, a delicada salada de frutas com gelatina de algas e sorvete com doce de feijão azuki. Leveza.

Hideki Sushi Bar e Restaurante Bela Vista
De 9 de Agosto a 4 de Setembro de 2011, todos os dias da semana das 19h às 22h
Local: Rua 13 de Maio, 1050
Valor: R$ 165 por pessoa (serviço incluso / bebidas cobradas à parte)
Vendas e informações: (11) 5574-0045

MAPINHA AQUI

Escrito por Marcelo Katsuki às 11h20

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Macumba para emagrecer

Sério, gente, tem um site que faz macumba para emagrecer! Alá meu desespero/esperança! Clique aqui: tá amarrado três vezes!

Ah, tem ainda macumba para "deixar brocha", "adquirir fedor permanente", "tornar-se irresistível, mesmo sendo feia", "fazer engordar 100 kg", "mudar de time" e até "empiranhar", kkkkkkk! e-Macumba devia já vir default no iPhone.

Escrito por Marcelo Katsuki às 20h03

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Sushi natureba

Tem lá no Natural & Tasty (Rua Haddock Lobo, 855 - tel. 0/xx/11/2589-3795). Feito com arroz integral, tem maior concentração de nutrientes mas claro, é diferente. Eu  provei e gostei, principalmente de um Gunkan de salmão, com amêndoas torradas. Alguns sushis ainda levam quinoa e linhaça! Oferecido apenas nos almoços de quinta, sexta e domingo.

E pra você, ortodoxo do sushi que tá querendo torcer o meu pescoço, recomendo o sushi do Hamatyo (Rua Pedroso de Morais, 393). Sublimes, abrandam qualquer ânimo exaltado, farô?

Escrito por Marcelo Katsuki às 13h51

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Sopa de letrinhas

"Sempre de dieta (pois Satanás tem balança)."

Celso Dossi em seu perfil no twitter

Escrito por Marcelo Katsuki às 09h20

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Oficina para pais e filhos

A Minichefs (Rua das Fiandeiras, 828 – Vila Olímpia) vai realizar duas oficinas de massas no próximo final de semana para pais acompanhados de filhos (entre 4 e 12 anos). No curso, os pais aprenderão a preparar talharim, nhoque de ricota com espinafre e ravioli de frango na companhia dos pequenos.

São seis vagas por dia e o valor é de R$ 275. No sábado, dia 6, a aula será das 15h às 18h, e no domingo, das 10h às 13h. Informações e inscrições: (11)3582-5088/(11) 3582-6088 e-mail: vilaolimpia@minichefs.com.br

Escrito por Marcelo Katsuki às 02h46

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Lost in translation

Olha no que dá confiar no Google Translate.

Pufavô, alguém vai lá arrumar essas plaquinhas? "Who advices friend is!"

Fotos: Facebook

Escrito por Marcelo Katsuki às 17h33

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

No embalo das Chicas

Saturday's Night Chicas é o sábado dançante das chefs Carla Pernambuco e Carolina Brandão lá na garage gourmet Las Chicas (Rua Oscar Freira, 1607. Tel. 0/xx/11/3063-0533). Além de tapas e drinques especiais, vai rolar a discotecagem da Tulipa Ruiz (6/8), Lorena Calábria (13/8), Bárbara Eugênia (20/8) e Monique Maion (27/8). Sempres aos sábados, das 20h até a meia-noite, galere!

Escrito por Marcelo Katsuki às 16h02

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Retrogosto

Um sabor que grudou na língua faz tempo e não quer sair: Mille Feuille de palmito com tartare de salmão em vinagrete oriental (R$ 32) do CT Boucherie lá no Rio. Gente, que coisa boa!

Escrito por Marcelo Katsuki às 13h51

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Festival Rota dos Sentidos

Passei o finde na bucólica Águas de São Pedro. Caminhei pela cidade, tomei banho de água medicinal, li deitado na grama verde e até morri num piriri danado de tanta água Gioconda que tomei, acreditando que ficaria belo (sou desses).

Mas o motivo da viagem foi participar do jantar enograstronômico do Grande Hotel São Pedro, que recebeu o chef Tsuyoshi Murakami, do Kinoshita. O jantar aconteceu no Restaurante Engenho das Águas e teve todos os pratos harmonizados pelo sommelier Moises Lacerda. Abaixo o menu completo.

Lychée sunomono (salada agridoce de pepino com lichia) servido com um Torrontés San Pedro de Yocochuya 2009

Nasu (berinjela), aspargos e tomate, kaiware (broto de nabo) e katsuobushi (flocos de peixe seco) harmonizado com um Vicar's Choice Sauvignon Blanc 2008

Usuzukuri (corte de peixe fino) de robalo e vieiras com shissô (erva aromática), pepino e tobiko (ovas de peixe-voador) servido com Fritz Haag Riesling 2007

Maguro (atum) e polvo com cebolinha, quiabo e gema de codorna, que ajudou a segurar o Matetic EQ Pinot Noir 2008

Gyu steak Kinoshita sauce, o filé com molho da casa com mini rúcula e cebola roxa (a receita está logo abaixo, no post de sábado) servido com um Ornellaia Le Volte Bolgheri DOC 2008

Sorbet de limão, abacaxi e shissô e o Santa Rita Late Harvest 2008.

No final do jantar, Murakami, entre o sommelier Moises Lacerda e a chef Patricia Fontana, agradece o apoio da brigada.

Escrito por Marcelo Katsuki às 11h25

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Presunto vegetariano

Pois é, ele existe e se parece com uma mortadela. Feito com proteína de soja texturizada, tem boa aparência, textura menos lisa e sabor levemente adocicado (mas passa longe do sabor da carne). Leva ainda ovos, óleo de soja, sal e açúcar em sua composição. Quanto custa? Pouco mais de 12 reais por essa peça enorme. Tem lá na Casa Bueno (Rua Galvão Bueno, 48, Liberdade, Tel. 0/xx/11/3277-8901). Uma opção para quem não come carne.

Escrito por Marcelo Katsuki às 11h05

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Marcelo Katsuki Marcelo Katsuki é editor de arte de Mídias Digitais da Folha, colaborador da revista sãopaulo e colunista da "Prazeres da Mesa".

BUSCA NO BLOG


TWITTER

    Twitter RSS

    ARQUIVO


    Ver mensagens anteriores
     

    Copyright Folha.com. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
    em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha.com.