Marcelo Katsuki

Comes & Bebes

 

Ligado na bala de coco

Bala de coco é meu novo brigadeiro. Ganhei ontem uma latinha da Beta Malta com os sabores pistache, doce de leite, brigadeiro e o melhor: limão siciliano. Não dá pra parar de comer!

Então se você quiser ficar feliz feito pinto no lixo, encomende as suas! São da Dolce Encanto (tel. 0/xx/11/3645-0552) e custam R$ 60 o quilo (aproximadamente 150 unidades) mas dá para pedir um mix dos sabores. A taxa de entrega varia conforme a distância, mas em geral custa 10 pratas. Já pede logo um monte, formigão!

Escrito por Marcelo Katsuki às 11h11

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Kara aguê instantâneo

Momento Instak.ats do finde: passei o domingo fazendo kara aguê, o frango à passarinho japa. Quem não tem KFC, caça com kara aguê, uai! Ainda mais com esse pacote de tempero/massa pronto.

Já vem com shoyu e ovo em pó; relaxei. Basta sacudir dentro de um saco plástico com 1 kg de frango em pedaços e deixar 20 min. O frango absorve o tempero e forma uma crosta com a farinha, que depois de frita fica mega crocante!

Tá, você é guerreiro e quer picar frango e ralar gengibre? Então segue o vídeo abaixo, colega. Mas se não entender bulhufas do que eles estão falando, faça como o preguiçoso aqui: kara aguê mix neles!

Escrito por Marcelo Katsuki às 10h00

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Receita de Spaghetti alle Vongole

Olha que beleza essa receita de Spaghetti alle Vongole do chef Paulo Kotzent do restaurante Piselli. Adeus, dieta!

Spaghetti alle Vongole
(Rendimento: 04 porções)
 
Ingredientes
- 400g de Spaghetti di Grano Duro
- 1,2Kg de Vôngoles frescos com as conchas
- 04 dentes de Alho inteiros
- 200ml de Azeite Extravirgem
- ? Garrafa de Vinho Branco Seco
- 2 pitadas de Pimenta Calabresa seca
- 2 col.sopa de Salsinha, finamente picada
- 2 colheres de sopa Sal grosso
 
Modo de Preparo
- Lavar os vôngoles em água corrente, certificando-se que toda a areia tenha sido retirada. Dispensar os eventuais vôngoles abertos.
- Aquecer 120ml de azeite numa panela grande e dourar lentamente dois dentes de alho, usando-os apenas para perfumar o azeite. Dispensá-los. Acrescentar os vôngoles, mexer por 2 minutos e adicionar o vinho branco. Mexer novamente, tampar a panela e deixá-los cozinhar por 10 minutos, em fogo baixo, até que as conchas se abram. Reservar o líquido de cocção coado e retirar os vôngoles das cascas, deixando apenas algumas unidades com casca para decorar o prato. Eliminar todos os vôngoles que não se abriram após a cocção.
- Levar à fervura 5 litros de água e acrescentar o sal grosso. Dissolvê-lo completamente e nela cozinhar os spaghetti, até que fiquem ‘al dente’.
- Enquanto a massa cozinha, aquecer os 80ml de azeite restantes numa frigideira grande e nele dourar dois dentes de alho, apenas para perfumar o azeite. Dispensá-los.
- Acrescentar duas pitadas de pimenta calabresa no azeite já perfumado com alho, juntar os vôngoles e salteá-los. Adicionar algumas colheradas do líquido que se formou na cocção dos vôngoles, a salsinha finamente picada e a massa cozida, misturando-os.
- Dispor a massa em pratos fundos, decorar com alguns vôngoles com casca. Regar com mais um fio de azeite extravirgem e servir.

Foto: Helena de Castro

Escrito por Marcelo Katsuki às 19h45

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Prêmio Guia Brasil 2012

Ontem foi o lançamento do Guia Quatro Rodas Brasil 2012 com festa de premiação para os melhores do país. Clique aqui para conhecer os vencedores!

Escrito por Marcelo Katsuki às 15h20

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Burrata versátil

Tem um novo curinga na geladeira de casa. Depois da avalanche de creme de ricota e os vários patês que inventei, agora me rendi à Burrata da Balkis (preço sugerido R$ 12).

O queijo parece um meio termo entre a mozzarela de búfala e a manteiga, daí o nome Burrata, de 'burro', manteiga em italiano. Tem a casca firme com uma película fina mas resistente e o interior macio e pastoso, levemente azedo.

Só com um fio de azeite e pimenta moída na hora já é um show (nem precisou de sal). Mas se vc quiser aprender outras formas de apreciar, dá uma espiada no blog Retrogosto. Tem até uma versão empanada com molho ao sugo, de babar.

Escrito por Marcelo Katsuki às 10h17

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Churrasquinho grego: tenha fé!

Para quem sempre teve vontade de provar mas nunca teve coragem, agora é a hora. No Villa Vintém Bar Grill (Rua Dr. César, 720 - Santana - 0/xx/11/3477-5945) o Churrasquinho grego é a nova atração da casa sendo servido de quinta a sábado pelo valor de R$ 9,90. Não vem com o famoso 'suco grátis' do centrão, mas com mais 4 pratas, acompanha uma breja long neck. Experimenta!

Escrito por Marcelo Katsuki às 00h38

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ban, o novo izakaya da cidade

Ontem foi a abertura do Ban (Rua Tomás Gonzaga, 20, Liberdade - 0/xx/11/3341-7748), o novo restaurante do chef Massanobu Haraguchi (ex-Miyabi). As instalações amplas com um andar superior cheio de reservados e uma futura varanda para tomar cerveja no verão (e fumar) em nada lembram o diminuto (mas aconhegante) espaço do Issa, o izakaya de sua esposa, dona Margarida (que estava lá com sua equipe para garantir o sucesso da festa). Cheguei tarde - fiquei preso no jornal - mas a tempo de encontrar o povo bebendo shochu na calçada e provar alguns petiscos. Dá uma olhada.

Sashimi fresquinho, e eu me acabando nos brotos.

O sashiimi da @colorina. Óia, polvo? (só vi agora)

E a fartura desse siri-mole? Quase um king crab, rs!

Vista do salão a partir do piso superior. O painel na parede retrata uma típica rua de izakayas de Yokohama, em 1808.

Sushis. Esse de salmão 'maçaricado' tava bão demais da conta

Sushis do Haraguchi-san. Bolinhos de shari que desmancham na boca

Lulas fritas e o terceiro (ou quarto) copo de shochu goela abaixo. OMG!

A tropa de elite da dona Margarida. Viu, a gente se vê no Ban!

Escrito por Marcelo Katsuki às 01h40

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Caruru dos Meninos

Banquete para Cosme e Damião

Babou no caruru? Pois é, de amanhã (23) até a próxima terça (27, Dia de Cosme e Damião) tem o Caruru dos Meninos no Na Cozinha (R. Haddock Lobo, 955 - Jardins / não abre no domingo) com bobó de camarão, vatapá, xinxim de galinha, feijão fradinho, farofa de dendê, arroz, e claro, caruru; tudo por R$ 42,70. O valor inclui ainda cocada e quindim de sobremesa.

E se você leva jeito, prepare um panelão em casa e me convide. A receita tá logo abaixo, mainha.

Caruru

Ingredientes
- 2 cebolas bem picadas
- 2 kg de quiabos cortados em cruz e depois picados
- 120 ml de leite de coco
- 8 colheres de sopa de azeite de dendê

- 4 colheres de sopa de azeite de oliva
- 100 g de castanha de caju processada (textura de farinha)

- 60 g de amendoim processado (textura de farinha)

- 60 g de camarão seco defumado processado (textura de farinha)

- 10 g de gengibre ralado

- 150 ml de caldo de peixe ou de legumes
- Coentro a gosto

- Sal a gosto

Modo de preparo
Lave bem  os quiabos. Corte as extremidades do quiabo: cabeça e ponta e descarte.

Corte os quiabos em quatro partes em formato de cruz (recomenda-se não lavar os quiabos depois de cortados para não soltar baba).

Em uma panela  grande, coloque o azeite de oliva e a cebola picada para dourar e refogue os quiabos rapidamente. 

Adicione a castanha de cajú, o amendoim, o camarão seco e o gengibre. Deixe tomar gosto refogando por uns cinco minutos, colque o azeite do dendê, misture bem e em seguida o leite de coco.

Deixe levantar  fervura e coloque um pouco do caldo de sua escolha (peixe ou legumes). 

Cozinhe mais por oito minutos e neste mesmo tempo coloque o coentro. Está pronto o caruru.
 Sirva com arroz branco.

Escrito por Marcelo Katsuki às 01h11

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Martini de cachaça

O DrinkLab criou para a Ypióca três drinques com cachaça para comemorar o Halloween, mas foi essa com suco de uva e laranja kinkan que me pegou. Uva cai sempre bem na minha opinião. Bora brincar de barman?
 
Lua Cheia

Ingredientes
- 50 ml de Ypióca Prata
- 50 ml de suco de uva
- 4 amoras maduras médias
- 2 laranjinhas kinkan
- 1 colher rasa de açúcar
 
Modo de preparo
Em uma coqueteleira, coloque as amoras, uma laranja kinkan, o suco de uva e a colher rasa de açúcar. Macere bem. Acrescente a Ypióca Prata, 8 cubos de gelo e bata vigorosamente. Em seguida, coe duplamente para uma taça Martini previamente gelada. Para finalizar, corte uma laranja-kinkan e coloque-a na borda da taça.

Escrito por Marcelo Katsuki às 21h18

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Mané Pelado

Dizem que esse bolo, típico do Centro-Oeste e feito com mandioca, queijo e coco, tem esse nome porque o Mané arrancava a mandioca pelado, eita! Então, sigam a receita mas não o Mané. Ganhei da Tatá Cury e divido aqui com vocês. Só a receita, porque o bolo comi tudinho, rs.

Mané Pelado

- 1 prato fundo de mandioca ralada no ralo grosso
- 1/2 prato fundo de queijo minas padrão ralado
- 1/2 prato fundo de coco ralado
- 4 ovos inteiros
- 2 colheres de sopa de margarina
- 2 xícaras (de chá) de açúcar
- 200 ml de leite de coco
- 1 colher (sopa) de fermento em pó (por último)

Modo de fazer: misture bem todos os ingredientes e por último o fermento. Despeje em uma forma retangular média (30 x 20 cm) untada com manteiga e açúcar. Asse por 1 hora em forno a 180ºC ou até dourar. Espere esfriar para cortar em pedaços.

Escrito por Marcelo Katsuki às 10h05

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Diablo Martini

Gente, eu tô vivo, viu? É que voltei do México tão atolado de coisas que ontem, no meu primeiro dia de folga, fui comer no Rosa's e depois fiquei em casa 'jiboiando'. Nem jantei e nem tomei café hoje!

Mas vamos ao drinque. Antes de mais nada, quero dizer que o "Diablo" não existe. Como assim? Quando fotografamos o drinque no restaurante de Guadalajara, perguntaram o nome e eu inventei: "Diablo Martini!". Foi a tequila, kkkkk!

Diablo Martini: faça um Dry Martini mas substitua o gim pela tequila. Se quiser pode 'sujar' com um pouco do caldo da azeitona. Para finalizar, mergulhe uma pimenta jalapeño mas sem cortar ou vai arder feito o capeta.

Escrito por Marcelo Katsuki às 13h05

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Como se produz tequila

Plantação de agave azul. Ao fundo, o antigo vulcão Tequila.

Adoro um drama mexicano. Sabe como a tequila é descrita aqui? "Uma aguardente com sabor de um rio que queima". Romântico, quase trágico.

Estamos no México para uma imersão de três dias na tequila: produção, degustação e discussões, a convite da José Cuervo, a maior produtora de tequila do mundo.

Abaixo um esquema rápido sobre a produção do destilado mexicano. Prometo melhorar o texto depois, estou escrevendo esse post enquanto espero o transfer pro aeroporto no saguão do hotel.

Ismael é um 'jimador' com mais de quarenta anos de profissão. E o melhor do México, contaram. Já foi até o Japão ensinar como podar e cortar o agave azul, usado na produção de tequila. Apenas o 'coração' (a pinha) é aproveitado. A planta sofre várias podas para intensificar os nutrientes na base.

As 'pinhas' da agave são cultivadas de 8 a 10 anos até estarem prontas para a produção da bebida.

Elas passam por uma cocção em fornos gigantescos e saem muito doces, com cheiro similar a uma batata doce caramelizada.

As saídas dos fornos, onde as pinhas permaneceram 38 horas.

As 'pinhas' após a cocção, já bastante adocicadas.

As pinhas são processadas e passam para o processo de fermentação a uma temperatura que varia de 29ºC a 36ºC em tonéis gigantes de aço.

Em seguida, passam para a destilação. A tequila precisa ser destilada ao menos duas vezes, ao contrário do mescal, que é destilado apenas uma vez, resultando em uma bebida menos pura e mais agressiva.

Algumas tequilas passam por envelhecimento em barris de carvalho.

O produto final é uma tequila que pode ser de cristalina a âmbar, com diferentes nuances de aromas e sabores.

As versões super premium, como a Reserva de la Familia, são envasadas, etiquetadas e embaladas manualmente. Tô levando uma pra tomar com os amigos! Depois eu conto, chegou a hora de partir. Até!

Escrito por Marcelo Katsuki às 17h17

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Mojito ou moxito?

Na La Bodeguita del Medio de Guadalajara você pode escolher. O Moxito no caso é feito com tequila no lugar do rum e leva um pouco de sal. Mas a hortelã está lá perfumando tudo; apenas uma questão de terroir, rs.

As mesmas paredes assinadas de Havana. Mas lá acho que eram azuis?

Gostei demais desse painel. O endereço é logo aqui.

Escrito por Marcelo Katsuki às 05h05

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Deixe a Paloma te levar

Direto do Blue Moon Lounge Bar em Guadalajara. Chama-se Paloma e me lembrei na hora de um drinque que tomava na Cidade do México quando ia pra balada liso: Tequila toronja. Mas esse é ainda mais gostoso.

Paloma
- Copo longo com basntante gelo e a borda com crosta de limão e sal
- Suco de 1 limão
- 1 dose de tequila
- Complete com refrigerante de toronja e sirva

Desce facinho. E sobe que você nem sente, rs! Ah, provei o refri puro e ele lembra Citrus. Pode ser uma opção, já que não tem refri de toronja no Brasil.

Escrito por Marcelo Katsuki às 20h20

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Camarão com tequila, combina?

Ô! Momento Instak.ats do dia: Camarões com salsa de tequila, do restaurante Decápolis, Guadalajara. E que Zé Gotinha me perdoe!

Escrito por Marcelo Katsuki às 19h45

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Torta rápida de salsicha pro domingão

E a nossa torta pop de 'sarsicha' segue fazendo o maior sucesso! Já fiz e comi metade da assadeira, por isso vou publicar a receita com pequenos ajustes que vão deixá-la ainda mais gostosa. Coragem!

Torta Rápida de Salsicha

Para a massa, bata no liquidificador por 1 minuto:
- 2 xíc. de leite
- 3 ovos
- 1/2 xíc. de óleo
- 1 e 1/2 xíc. de farinha de trigo
- 2 colheres de sopa (rasa) de fermento
- 1 pitada de pimenta do reino
- 1 colher de sobremesa de sal

Para o recheio, misture numa vasilha:
- 1 pacote de salsichas fervidas rapidamente e picadas em rodelas
- 2 tomates picados
- 200 gr. mussarela ralada
- orégano a gosto

Unte uma assadeira retangular média, coloque metade da massa, espalhe o recheio por cima e cubra com o restante da massa. Asse em fogo médio por 50 minutos. Opcional: polvilhe um pouco de parmesão ralado para dar aquele cheirinho bão!

Escrito por Marcelo Katsuki às 13h17

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Dry Martini: cada um tem o seu

Dry Martini do Ritz: a bartender manda bem.

Dica do meu amigo Junior para o Dry Martini perfeito: no interior da taça, apenas o gim, o vermute e duas azeitonas que recebem furos com o palito (para liberar sabor). A casca de limão é torcida junto da haste, apenas para impregnar a taça com o aroma do limão e depois descartada. Curti a ideia!

Para ver a receita do Dry Martini de três famosos barmen da cidade, clique aqui! E se você também tem a sua receita perfeita, conta aqui pra gente!

Escrito por Marcelo Katsuki às 12h58

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Brownie de doce de leite light

Bora fazer uma sobremesa pro finde que não vai pesar na pança e nem na consciência? A receita é da chef Carole Crema do Wraps e utiliza produtos 'light'.

Brownie de doce de leite light
 
Ingredientes:
200g doce de leite light
80g margarina light
80g açúcar light
60g farinha de trigo
1 gema
2 ovos inteiros
40 g castanha-do-pará (opcional)
Folinhas de hortelã para decorar
 
Modo de preparo
:
Derreter a margarina light e o doce de leite light, misturar bem.
Adicionar os ovos e a gema, misturar bem.
Incorporar a farinha e o açúcar peneirados.
Colocar numa forminha de petit gateau (ou de empada grande) e assar em forno (pré-aquecido a 200º) por 10 minutos.
 
Montagem:
Colocar o bolinho no centro de um prato, uma bola de sorvete de creme light em cima e decorar com doce de leite light e uma folhinha de hortelã.

"Adocica, meu amor, a minha vida, oi..."

Foto: Tadeu Brunelli

Escrito por Marcelo Katsuki às 11h07

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Chega de ímã cafona!

Olha que descolo esse adesivo da HU2 Design! Você pode comprar aqui na Coisas Geniais e deixar a geladeira "sempre cheia"! De estilo...

Escrito por Marcelo Katsuki às 11h08

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Franco-nipo-carioca

Carne na cerveja, penne gratinado e salada: R$ 32

Dica da Verônica, amiga do Rio. O restauranteur é francês, a chef é japonesa e o cenário, carioca. Resultado: o Coccinelle (Travessa de Comércio, 11, Centro, tel.: 0/xx/21/2224-8602) está servindo comida francesa caseira em recipientes pequenos, como num teishoku japonês, lá no Arco do Teles. A mistura parece boa, né? E os preços, 30 reais em média, também. Anotado para a próxima viagem ao Rio. E que seja em breve...

Escrito por Marcelo Katsuki às 10h49

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Coxinha preta

Olha o que eu achei no iutubil, gente! Uma receita de mini-coxinhas de feijão preto com recheio de abóbora e linguiça, da Sadia. Quer tentar fazer? Clique aqui, o preparo parece simples.

Como tenho preguiça de fazer fritura, vou testar essa outra receita: Torta rápida de salsicha. Sem falar que é bem mais a minha cara, rs!

Escrito por Marcelo Katsuki às 15h14

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Qual o seu vinho em Sex and the City?

Pauta atrasada? Explico: no final do mês passado participei de uma 'viagem virtual' pelas regiões vinícolas europeias promovida pela Rail Europe 4A. Eles estão lançando um serviço de concierge em português para viagens na França e quem nos guiou nesse tour pelos vinhos foi o especialista Marcelo Copello, que lançou recentemente o blog Vinoteca, na Veja Rio.

Aproveitei e perguntei-lhe quais eram os vinhos que representavam as quatro personagens em uma palestra que ele fazia sobre o seriado e que fazia o maior sucesso. Daí ele me contou:

Carrie: Chardonnay, por ser a uva principal, a casta 'da moda'.
Samantha: Champagne Rosé, por ser sexy, vivo, festivo.
Miranda: Barolo, austero, robusto e clássico
Charlotte: Gewustraminer, floral, delicado e macio.

Bom, that's all folks! Curtam o seu feriado que eu tô aqui curtindo o meu plantão.

Marcelo Copello e María Corinaldesi, da Rail Europe

Para saber mais sobre o serviço de concierge do France Rail Pass Premium, clique aqui.

Para acessar o novo blog do Marcelo Copello, clique aqui.

Para ver que drinque é você em Sex and the City, clique aqui.

Onde tomar os melhores Cosmopolitans (o drinque favorito de Carrie) em São Paulo? Clique aqui.

• Samantha embuchou 10 quilos. Ownnn

Escrito por Marcelo Katsuki às 12h00

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Foi apenas um sonho

Esse nem é de comer. Mas descobri que sou muito crítico comigo mesmo. Ah, vá... Clique aqui e descubra o significado de 10 sonhos recorrentes.

Escrito por Marcelo Katsuki às 10h48

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Harmonização de vinhos tintos

E como prometido, nosso guia animado de harmonização, agora com os vinhos tintos! Uma dica: tente ler o 'manual' depois de umas tacinhas. Dá barato, rs.

Fonte: Aromas do Vinho

Escrito por Marcelo Katsuki às 12h23

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Los 3 amigos

O chef Fabio Barbosa (La Mar) vai receber os chefs Thomas Troisgros (CT Boucherie-Rio) e Flavio Federico (Flavio Federico Dolci) no dia 14 de setembro para o jantar "Experiência Peruana" com pratos inspirados na Feira Gastronômica Mistura, que os chefs visitaram no ano passado.

No cardápio, Lagostin com camote morado, Peito de pato com purê de lúcuma e Macaron de pisco sour, entre outros. O menu terá seis pratos ao preço de R$ 150 (ou R$ 220 se harmonizado com vinhos). Reservas pelo telefone (11) 3073-1213.

Escrito por Marcelo Katsuki às 12h00

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Marvada

E começou hoje a ExpoCachaça lá no Mercado Municipal (Rua da Cantareira, 306 - Sé). O evento acontece das 11h às 18h e vai até o dia 11 de setembro com várias palestras gratuitas e degustações de cerca de 150 diferentes marcas de cachaças. No Espaço gourmet, encontros gastronômicos com chefs como Rodrigo liveira e Alex Caputo. Vai lá!

Foto: Wellington Nemeth

Escrito por Marcelo Katsuki às 10h26

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Penosa

Enquanto o KFC não abre as cinco lojas prometidas para esse ano em SP (matéria aqui) a gente se vira como pode. Eu adoro frango frito, por isso volta e meia paro na Star Chicken (Rua Dr. Rafael de Barros, 83, Tel. 0/xx/11/3051-3444), a 3 quadras de casa, para comer 9 pedaços de frango, 1 porção de polenta e uma coca de 1,5 litros, tudo por R$ 24,90. Porções "giga" mas nem pensar em dividir. Como até os ossinhos...

Escrito por Marcelo Katsuki às 10h25

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Seu guia definitivo de harmonização de vinhos

Hahaha, mas olha que truqueiro! Fui fazer uma faxina (das muitas que ainda preciso lá em casa) e achei um folheto do Aromas do Vinho com dicas básicas de harmonização. Selecionei algumas e montei até essa animação colorida, para relembrar meus tempos de artista. Quenda.

Ah, amanhã, os tintos!

Escrito por Marcelo Katsuki às 13h50

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Começou a Restaurante Week!

E o nosso especial do Guia Folha conta tudo para facilitar a sua vida.

Clique aqui!

Escrito por Marcelo Katsuki às 13h50

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Um sonho

(via Marcela Silveira)

Escrito por Marcelo Katsuki às 13h08

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Massinha vegetariana para o finde

Receita do livro que comemorou os 10 anos do La Pasta Gialla, do Sergio Arno. Além de suas famosas brusquetas, o livro traz receitas de carnes, doces e massas, como essa bem apetitosa. Leve, ideal para um final de semana ensolarado.

Tagliolini Orgânico ao Ragu de Cogumelos e Aspargos Grelhados
(1 porção)

Ingredientes:
90 g de tagliatelle orgânico
120 g de cogumelos mistos
80 g de tomate italiano
30 g de aspargo fresco
30 ml de azeite de oliva extravirgem
30 ml de vinho branco
15 g de cebola
sal e pimenta do reino a gosto
manjericão e salsinha a gosto

Modo de fazer
- Aqueça o azeite, adicione a cebola, o manjericão e 60 g de tomate. Refogue por alguns minutos.
- Adicione o vinho e deixe evaporar o álcool. Junte os cogumelos e corrija o sal e a pimenta.
- Junte a massa cozida, o restante do tomate e a salsinha picada. Salteie.
- Corte o aspargo e grelhe na chapa com um fio de azeite, para usar na decoração.

O livro "10 Anos de La Pasta Gialla" pode ser adquirido nos restaurantes da rede. Foto: divulgação.

Escrito por Marcelo Katsuki às 11h41

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Bons drinques com gim

Nessa segunda, dia 5 às 20h, tem curso no Anexo SB (Rua Leopoldo Couto De Magalhães Júnior, 474, Tel: 0/xx/11/3079-4389) como barman Kascão Oliveira que vai preparar três drinques com gim. Cada drinque será harmonizado com um petisco criado pela chef Luciane Recco, como canapés de tartar de salmão e mini-rolinho primavera de camarão. O curso terá 30 vagas pelo valor de R$ 100.

Escrito por Marcelo Katsuki às 20h20

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Marcelo Katsuki Marcelo Katsuki é editor de arte de Mídias Digitais da Folha, colaborador da revista sãopaulo e colunista da "Prazeres da Mesa".

BUSCA NO BLOG


TWITTER

    Twitter RSS

    ARQUIVO


    Ver mensagens anteriores
     

    Copyright Folha.com. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
    em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha.com.