Marcelo Katsuki

Comes & Bebes

 

Bebes

Um vinho pra chamar de seu

Um vinho pra chamar de seu


[Eu, Marselan]


Uma das grandes novidades que pude ver na Expovinis foi a linha "Identidade", lançada pela Casa Valduga. Trata-se de uma proposta diferenciada que apresenta "produtos únicos para apreciadores exigentes e especiais", de acordo com seu presidente, o sr. Juarez Valduga.

A linha traz varietais exóticos em garrafas numeradas encomendadas de acordo com o perfil do comprador. No ato da entrega, a garrafa recebe o carimbo digital e a assinatura do mesmo, transformando-a num exemplar exclusivo. Minha 'garrafa gêmea' foi a "Identidade Marselan", um vinho que une a complexidade do Cabernet com o frutado da Grenache, de taninos maduros e boa persistência gustativa. Mas não se trata de uma 'brincadeira'. A proposta da vinícola é oferecer um vinho com o qual você se identifique e que possa oferecer o prazer de um momento único, só seu. Coisa seríssima!


["Polegares, polegares, onde estão, aqui estão"... agora o Juarez me mata!]

Escrito por Marcelo Katsuki às 08h54

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Sgroppino Babado

Sgroppino Babado


["Turva... Sgroppina babadeira... kkkkkk", diz a legenda!]


O Johnny Luxo me escreveu hoje perguntando onde tem 'Sgroppino' na cidade. Alguém sabe? Aliás, alguém sabe do que se trata? Eu perguntei se era algum remédio, kkkkk! Ele me disse que era uma bebidinha leve, uma coisa 'girlie', que ele tomou em seu tour pela Itália. Fino o moço, e como diz minha amiga Rita, L-U-X-O!!!

Como eu sempre pedia música para ele durante seus sets (coisa que não fiz mais depois que senti na pele o quanto isso é inconveniente, hehe), me senti no dever de ajudá-lo em sua busca. Ainda não encontrei nenhum bar que sirva, mas pelo menos a receita tá na mão (e é bem legal, acho que vale experimentar nessas tardes ensolaradas).



Sgroppino

1 taça de Prosecco gelado (ou champanhe)
2 colheres de sopa de vodca gelada
1 colher de sopa de sorvete de limão
Folhas de hortelã para decorar

Há duas maneiras de se fazer: divida o Prosecco e a vodca em duas taças, adicione meia colher de sorvete em cada, salpique a hortelã e sirva imediatamente. A outra é batendo tudo no mixer, o que resultará numa bebida cremosa como um frozen (mas acho que deve perder o gás). Bueno, liberdade de escolha! Tin-tin e Alelux!!!

P.S. Parece que tem Sgroppino no Piola, mas feito de sorvete de limão, vodca e leite condensado. A conferir.

Escrito por Marcelo Katsuki às 23h06

Comentários (Comente) | Enviar por e-mail | PermalinkPermalink #

Ver mensagens anteriores

PERFIL

Marcelo Katsuki Marcelo Katsuki é editor de arte de Mídias Digitais da Folha, colaborador da revista sãopaulo e colunista da "Prazeres da Mesa".

BUSCA NO BLOG


TWITTER

    Twitter RSS

    ARQUIVO


    Ver mensagens anteriores
     

    Copyright Folha.com. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução do conteúdo desta página
    em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização escrita da Folha.com.